Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Para votar basta eleitor apresentar um só documento com foto

O Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou nesta quinta-feira (30), três dias antes da eleição, a exigência de que o eleitor apresente, no momento do voto, o título de eleitor e um documento com foto. Por 8 votos a 2, os ministros entenderam que o cidadão será obrigado a levar apenas um documento oficial que comprove sua identidade.

Votaram a favor da exigência os ministros Gilmar Mendes e Cezar Peluso. Na quarta-feira, antes do pedido de vista de Gilmar Mendes, já haviam votado pela derruba da exigência os ministros Dias Toffoli, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Joaquim Barbosa, Marco Aurélio e Ayres Britto, além da relatora do processo, Ellen Gracie.

A determinação de apresentar dois documentos na hora de votar foi fixada pela minirreforma eleitoral, aprovada pelo Congresso Nacional no ano passado. A norma foi questionada pelo PT em Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no STF.

No julgamento, os ministros do Supremo não analisaram o mérito da constitucionalidade da norma; eles concederam medida cautelar para que a exigência passe a ser interpretada de acordo com a orientação do STF.

Os documentos oficiais previstos na norma para comprovação de identidade, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), são carteira de identidade ou documento de valor legal equivalente (identidades funcionais), certificado de reservista, carteira de trabalho e carteira nacional de habilitação, com foto. Certidões de nascimento e de casamento não são aceitas.

Outras possibilidades, como a apresentação de cópias autenticadas de documentos, serão resolvidas caso a caso pelo mesário ou pelo juiz eleitoral.

Gente que brillha: VICENTE MALHEIROS DA FONSECA

O Desembargador e compositor paraense Vicente Malheiros da Fonseca foi o vencedor do Concurso Nacional de Composição de Música Sacra, com a obra “Maria – Ave Maria dos Migrantes” (Coro a 4 vozes mistas e Órgão de tubo, com pedal), promovido pela Paróquia Nossa Senhora de Boa Viagem – Igreja Matriz de São Bernardo do Campo (SP). A música vencedora será apresentada pela primeira vez na inauguração do Grande Órgão, adquirido pela Paróquia, em fase de construção, fazendo parte da programação dos festejos dos “200 anos de criação da Paróquia – 1812/2012”, com a presença do compositor, em data a ser oportunamente anunciada.

E o eleitor? Em quem acreditar?

Manchetes nos jornais de Belém, hoje:
O Liberal: "TSE MANTÉM JADER INELEGÍVEL POR FICHA SUJA" - Por 5 votos a 2, ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negaram ontem recurso do candidato ao senado Jader Barbalho e confirmam decisão que vetou sua candidatura por ter renunciado ao cargo de senador para escapar da cassação do mandato.

Diário do Pará: "DECISÃO DO SUPREMO MANTÉM CANDIDATURAS DE JADER E ROCHA". - Recurso de Roriz foi extinto. Processo questionava a chamada Lei da Ficha Limpa e foi extinto porque Roriz desistiu de candidatar-se ao governo do DF e a ação perdeu o objeto. Candidaturas impugnadas pelo TSE continuam valendo.

Clonando Pensamento

De Millôr:
Dupla jornada: "Antigamente lugar de mulher era em casa. Mas ela lutou heroicamente até conseguir o direito de só ir pra casa depois que sai do outro trabalho".

A Livinha "mocorongou"

Com o Vô, Livinha desfrutou da deliciosa e cristalina água do Tapajós
Pisando na areia da Praia do Lago Verde
A alegria da criança
Semana passada levei a minha netinha Livia para conhecer a Vila de Alter do Chão. Será para ela uma lembrança inesquecivel, com certeza.
"Há uma jóia que brilha e encanta
Na margem azul do Tapajós formoso:
Alter do Chão! Do céu és pedacinho
Que põe na vida um permanente gozo"
(Emir Bemerguy)


A união de João Carlos e Franciele



JOÃO CARLOS (filho de Carlos Camerini e Maisa Porto Bemerguy Camerini) e FRANCIELE (filha de Luiz e Dione Coldebella), casaram dia 25, na Igreja de Nossa Senhora da Saúde, em Alter do Chão. A foto mostra o bonito e feliz casal após a cerimônia religiosa.

O noivo é meu sobrinho e neto do meu mano Eros.

Dançando o carimbó

Dia 25, no almoço oferecido pela Prefeitura de Santarém, no Beloalter Hotel, em Alter do Chão, os participantes do 85ª Encontro do Colégio Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil foram recepcionados por um grupo de jovens "mocorongas" que mostraram aos ilustres visitantes como é dançado o carimbó. Após a animada apresentação posei ao lado de duas belas dançarinas.

No claudiohumberto.com.br

Serra evitará o "tudo ou nada" no debate de hoje
O candidato José Serra citou ontem “pesquisas internas” do PSDB, em conversas reservadas, para garantir a aliados que a disputa com Dilma Rousseff (PT) vai para o segundo turno. Ele está tão confiante que até desistiu da estratégia do “tudo ou nada”, no debate decisivo desta quinta, na TV Globo. Ele acha que Marina Silva (PV) e Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) se encarregarão de “desconstruir” a rival petista. Jogando a toalha? A decisão de Serra de evitar o “tudo ou nada” também foi interpretada por um dirigente tucano como sinal de que ele “jogou a toalha”.
Caindo na real
A queda de Dilma tem odor de um velho movimento de institutos de pesquisa. É que, com a proximidade da verdade das urnas, os números das pesquisas, antes manipulados, finalmente caem na real.
Edir Macêdo divulga apoio à Dilma
O líder da Igreja Universal do Reino de Deus, bispo Edir Macedo, publicou na internet uma carta em defesa da candidata à Presidência, Dilma Rousseff (PT). Macedo afirma que a candidata é vítima de mentiras e acusou autores de spam de fazer "o jogo do diabo". Ele nega ainda que Dilma tenha afirmado que nem mesmo Cristo tiraria dela sua vitória. Ao falar dos ataques contra Dilma via email, o bispo afirma que "se os cristãos fossem tão ágeis e eficientes para usar as ferramentas modernas da comunicação na pregação do Evangelho, assim como parecem ser para disseminar boatos, certamente muitas almas seriam ganhas para o Senhor Jesus".

STF: decisão sobre segundo documento foi adiada

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) iniciaram, na tarde de ontem (29), o julgamento sobre a obrigação de o eleitor ter de apresentar no próximo domingo (3), além do título de eleitor um documento oficial com foto.

Após sete ministros votarem no sentido de que a ausência do título do eleitor não deve impedir o cidadão de votar, o ministro Gilmar Mendes pediu vista (mais prazo para avaliar o caso).

Como não houve a proclamação do resultado por parte do Supremo, fica mantida a regra de que é obrigatório ao eleitor apresentar - no momento do voto - o título de eleitor e um documento oficial com foto. O retorno do julgamento pode ocorrer hoje (30).

Entre os ministros que se pronunciaram está Ellen Gracie (relatora), Dias Toffoli, Cármen Lúcia, Joaquim Barbosa, Ayres Britto, Marco Aurélio e Ricardo Ricardo Lewandowski.

Esse julgamento tem como base a Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) apresentada pelo PT.

A determinação de que o eleitor deve apresentar dois documentos foi estabelecida pela minirreforma eleitoral aprovada pelo Congresso em 2009.

No entender dos ministros que se pronunciaram, o Congresso criou “um complicador” ao obrigar o eleitor a ter de apresentar dois documentos.

O mesmo artigo da minirreforma eleitoral contestado pelo PT hoje, foi defendido por deputados do partido na Câmara no passado. Outra contrariedade que pode ser vista na iniciativa do PT, é o fato de o próprio Lula não ter vetado esse artigo da Lei quando sancionou as novas regras eleitorais da minirreforma.

Dilma 47%, Serra 28% e Marina 14% aponta Datafolha

No G1:

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (30) mostra a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, com 47% das intenções de voto. O candidato do PSDB, José Serra, aparece com 28%, e Marina Silva, do PV, tem 14%, segundo o levantamento, encomendado pela TV Globo em parceria com o jornal "Folha de S.Paulo".

Em relação à pesquisa anterior, realizada na segunda-feira (27), Dilma oscilou um ponto para cima; Serra e Marina mantiveram os percentuais registrados anteriormente.

Considerando a margem de erro da pesquisa, de dois pontos percentuais para mais ou para menos, Dilma pode ter de 45% a 49%, Serra, de 26% a 30%, e Marina, de 12% a 16%. Brancos e nulos somaram 3%, e indecisos, 6%.

Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) obteve 1%. Dentre os outros candidatos – Eymael (PSDC), Ivan Pinheiro (PCB), Levy Fidelix (PRTB), Rui Costa Pimenta ( PCO) e Zé Maria (PSTU) –, nenhum atingiu 1% das intenções de voto, mas juntos eles alcançaram 1%.

Considerando os votos válidos, em que se exclui os votos em branco e nulos, Dilma oscilou de 51% para 52%. Com a margem de erro, ela pode ter entre 50% e 54%.

Segundo o Datafolha, como o resultado obtido pela petista está no limite da margem de erro da pesquisa, seria impossível afirmar com certeza que a candidata seria eleita no primeiro turno, caso a eleição fosse agora. Para vencer no primeiro turno, Dilma precisa de 50% mais um dos votos válidos.

Nos votos válidos, Serra obtém 31%, Marina, 15%, e Plínio, 1%.

simulação de segundo turno feita pelo Datafolha, Dilma aparece com 53% (de 51% a 55%, considerando a margem de erro), e Serra, com 39% (37% a 41%). Brancos e nulos totalizam 5%, e 3% dizem não saber em quem votar.

Cartões de Crédito: nova regulamentação

O governo está terminando de elaborar a nova regulamentação do setor de cartões e, entre as medidas, está uma que elevará o pagamento mínimo exigido na fatura do cartão de crédito.

Hoje, o piso mínimo é de 10% e deverá ser ampliado para até 20%. O objetivo é criar uma regra prudencial para evitar que haja estouro no endividamento dos usuários, já que tem crescido muito rapidamente o número de consumidores que usam o dinheiro de plástico.

Só neste ano, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), o país terá quase 630 milhões de unidades emitidas, 11% a mais do que em 2009.

Os números exatos dessa nova regra ainda não foram sacramentados, mas a ideia na mesa hoje é instituir uma escala que passaria o percentual de 10% para 15% e, finalmente, para 20%. Os intervalos para cada degrau seriam grandes, de um ano por exemplo, para que os consumidores se acostumem aos poucos com os novos pisos de pagamento.

Nova rota para o trânsito em Belém

Mais uma via do conjunto de obras do projeto Ação Metrópole vai desafogar o trânsito na Região Metropolitana de Belém (RMB). A continuação da avenida Independência, da rodovia Augusto Montenegro até a avenida Júlio César, será liberada, hoje, pelo Governo do Estado. A abertura da via é mais uma possibilidade de rota para o escoamento de veículos da periferia ao centro da cidade e vice-versa. A coordenação do Ação Metrópole estima que o fluxo de veículos no novo trecho da avenida seja de 1.400 nos horários de pico.

A partir de hoje, a continuação da avenida Independência receberá o nome de um dos maiores escritores paraenses, Dalcídio Jurandir. Também serão entregues à população nesta manhã, o Parque Ecológico de Belém e o elevado Gunnar Vingren, localizado no cruzamento da avenida Dalcídio Jurandir com a avenida Júlio César. O elevado leva o nome do missionário evangelista, que atuou na Amazônia no século XX, e foi um dos fundadores da centenária Assembleia de Deus no Brasil. A inauguração será feita pela manhã, no entanto, os condutores só poderão trafegar pela avenida à tarde. A coordenação do Ação Metrópole garantiu que agentes de trânsito da Companhia de Transportes de Belém (Ctbel) e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PA) vão auxiliar os condutores nos primeiros 15 dias da liberação da nova via.

Com quase cinco quilômetros de extensão, a avenida Dalcídio Jurandir possui seis faixas de tráfego, sendo três no sentido Augusto Montenegro/Júlio César e outras três no sentido contrário. De acordo com o Ação Metrópole, seis linhas de ônibus vão passar pela nova avenida para atender às comunidades residentes naquele local, dos bairros periféricos e o centro. As paradas de ônibus também já foram instaladas no trecho, segundo informou a coordenação. Além disso, foram implantados dois radares de controle de velocidade a fim de evitar acidentes naquela área, já que residem muitas famílias ao entorno da avenida.

Com o intuito de fazer uma compensação ambiental em função do desmatamento que ocorreu para a abertura da via, um parque ecológico foi criado às margens da avenida Dalcídio Jurandir pelo Governo Estadual em parceria com a Prefeitura de Belém. O Parque Ecológico de Belém tem mais de 40 mil m² e foi equipado com centros de formação de educadores ambientais, além de uma extensa área com trilhas para caminhadas ecológicas e para o lazer. O parque também será inaugurado, hoje, a partir das 8h30. (No Amazônia)

Visita à Casa de Cura

A caravana da cura fez em setembro a sua terceira excursão à casa da cura Clínica Espiritual Sacramento de Maria, localizada no município de Buriti, em Minas Gerais. A instituição passou a ter divulgação no Pará há nove anos por Edésio Sobral que foi curado de uma paraplegia que adquiriu em uma cirurgia realizada para curar problemas de coluna. "Um amigo quando me viu jogado em uma cama, sem condições de levantar me falou dessa clínica e mesmo sem acreditar muito eu fui, e hoje estou aqui andando, e enquanto eu tiver vida vou divulgar a Casa de Cura para as pessoas", afirma.

O engenheiro civil Getulio Moreira, 46, fez tratamento na clínica na caravana que aconteceu em junho e disse que hoje sua vida é muito diferente de antes da viagem. Diagnosticado há 3 anos com artrite ele disse não poder levantar uma garrafa de água, e hoje se sente tranquilo para realizar as tarefas comuns do dia a dia. "Tomava remédios fortes e minha vida era sentir dor, hoje tenho qualidade de vida", afirma.

De acordo com Edésio Sobral o tratamento é feito com água e apesar de o médium Valdeci Pereira dos Santos, único responsável pelo tratamento receber uma entidade de cura, que ele chama de "espírito de luz", chamado doutor Pedro Almeida Prado, a entidade não prega nenhuma religião. "O único objetivo é a cura das pessoas que já não têm mais esperança, como eu estava", explica. "Lá eles não falam em religião, e muitas vezes você nem precisa dizer qual o seu problema, ele (espirito de luz) sabe onde ele deve atuar", conta. O tratamento é feito com garrafas de água. "Ao chegar eles dão 12 garrafas de água de 500 ml e naquela água está a cura, e são feitas pequenas cirurgias sem corte, o médium apenas toca no local da enfermidade", relata.

Serviço: A próxima caravana sairá de Belém no dia 15 de dezembro. Para mais informações, ligar para Edésio Sobral. Contatos: 3223-9913/ 3223-9712/ 9975-0000/99810027. (No Amazônia)

TSE confirma decisão que barrou candidatura de Jader

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) confirmou ontem, por 5 votos a 2, a decisão que barrou a candidatura de Jader Barbalho (PMDB-PA) ao Senado, por considerá-lo ficha suja. A defesa do candidato ainda pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF). Os ministros do TSE analisaram os chamados embargos de declaração da defesa de Jader. Esses recursos servem para resolver omissões, obscuridades ou contradições ocorridas no primeiro julgamento, que tornou Barbalho inelegível. No recurso, os advogados de Jader acusavam de omissa a decisão da Corte no início do mês.

O relator do caso, ministro Arnaldo Versiani, negou o pedido do candidato. Ele foi seguido pelos ministros Cármen Lúcia, Aldir Passarinho Júnior, Hamilton Carvalhido e Ricardo Lewandowski. Os únicos que concordavam com o pedido do candidato foram Marco Aurélio Mello e Marcelo Ribeiro. Com mais essa derrota, os advogados do peemedebista deverão apresentar um recurso extraordinário para que o caso seja analisado pelo STF, assim como fez o ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz (PSC).

Com a decisão de ontem, o candidato concorre à vaga no Senado sub judice. Pela lei da Ficha Limpa, renunciar ao mandato para evitar processo é critério de inelegibilidade. Além disso, se o STF decidir que a lei vale para a eleição deste ano, os votos dados a Jader serão considerados nulos. Por ter renunciado ao mandato de senador, ele teve o registro da sua candidatura negado no início de setembro. Como tática para ganhar mais tempo e deixar a apreciação taxativa do STF para depois das eleições, a defesa do deputado tentou ontem, sem sucesso, a reavaliação dos ministros do TSE. (No Amazônia Jornal)

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

STF: discussão sobre Ficha Limpa volta à estaca zero

Após ficarem divididos sobre a validade da Lei da Ficha Limpa para este ano, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram, na tarde de hoje (29), por 6 a 4, extinguir o julgamento sobre a questão.

A decisão foi tomada porque após o empate em 5 a 5 - ocorrido na madrugada da última sexta-feira (24) -, o autor do recurso, Joaquim Roriz (PSC), desistiu da candidatura ao governo do DF e da ação.

Anteriormente, Roriz foi enquadrado nas novas regras de inelegibilidade pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por ter renunciado do mandato de senador, em 2007, para escapar de um processo no Conselho de Ética.

Na prática, com a decisão de hoje do STF é como se não tivesse ocorrido o julgamento em que houve o empate. Ou seja, a validade da Lei da Ficha Limpa ainda é uma incógnita para as próximas eleições do dia 3 de outubro.

Uma nova discussão sobre a Lei deve ocorre apenas quando um novo recurso de outro político chegar ao STF.

Na sessão de hoje votaram pela extinção do recurso: Cezar Peluso (presidente), Dias Toffoli, Marco Aurélio, Celso de Mello, Ellen Gracie e Gilmar Mendes.

Votaram pela manutenção do recurso: Ayres Britto, Joaquim Barbosa, Cármen Lúcia e Ricardo Lewandowski. (Fonte: blog do Noblat)

Pesquisa Ibope aponta Dilma com 50% e Serra com 27%

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (29) em Brasília mostra a candidata do PT, Dilma Rousseff, com 50% das intenções de voto e o candidato do PSDB, José Serra, com 27% na corrida eleitoral pela Presidência da República. Marina Silva (PV) tem 13%, segundo o levantamento, encomendado ao instituto pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Brancos ou nulos são 4%. Não souberam ou não responderam, 4%. Os demais candidatos juntos somaram 1% das intenções de voto.

No cálculo de votos válidos, no qual a taxa de votos brancos, nulos e indecisos é excluída, Dilma tem 55% contra 30% de Serra e 14% de Marina. “Nesse cenário, a eleição se resolve no primeiro turno”, diz o diretor operacional da CNI, Rafael Lucchesi.

Segundo turno
Em um eventual segundo turno entre Dilma e Serra, a candidata do PT teria 55% contra 32% do tucano. Brancos e nulos somariam 7%. Já em uma disputa de segundo turno envolvendo Dilma e Marina, a petista teria 56% contra 29% da candidata do PV. Brancos e nulos seriam 8%. No cenário entre Serra e Marina, o candidato tucano teria 43% contra 35% de Marina e os votos nulos ou brancos somariam 12%.

Rejeição
O Ibope também interrogou os entrevistados sobre a probabilidade de voto no dia 3 de outubro. Os que disseram que não votariam em Dilma somaram 27%. Já os que não votariam em Serra ficaram em 34% e Marina, 28%. Os entrevistados que disseram votar “com certeza” em Dilma totalizaram 48% contra 24% de Serra e 13% de Marina. Os entrevistados que afirmaram que “poderiam” votar em Dilma somaram 19%, Serra 35% e Marina, 45%.

Conhecimento
A candidata do PT é “bem conhecida” por 22% dos entrevistados enquanto Serra aparece com grau de conhecimento de 25% e Marina, 11%. Os que disseram conhecer Dilma “mais ou menos” somam 36% contra 39% de Serra e 27% de Marina. A petista é conhecida “só de nome” por 16% e nenhum dos entrevistados respondeu não conhecer Dilma. O candidato do PSDB é conhecido só de nome por 11% e todos os entrevistados disseram conhecê-lo. Marina aparece com 29% e 3% ainda disseram não conhecer a candidata do PV. (No G1)

Espaço para todos

Reiteramos o que já divulgamos anteriormente: este blog está à disposição de candidatos e partidos políticos para postar gratuitamente material de propaganda eleitoral. Basta enviar para o e-mail ercio.mocorongo@hotmail.com

Mural "VOTE EM MIM"

Mural "VOTE EM MIM"

Clonando Pensamento

"Um amigo de verdade não é aquele que separa uma briga, mas sim, aquele que já chega dando porrada". (Anônimo)

Atriz de "Chiquititas" morre aos 36 anos


A atriz, dançarina e cantora argentina Romina Yankelevich (foto), mais conhecida por Romina Yan e por sua participação na novela "Chiquititas", morreu em Buenos Aires, aos 36 anos, de parada cardíaca, informou sua família nesta terça-feira.

Segundo parentes, a atriz sofreu um ataque cardíaco e já chegou morta ao Hospital Central de San Isidro, na periferia de Buenos Aires.

Casada e mãe de três filhos, a atriz era filha de Cris Morena, famosa produtora de TV, e de Gustavo Yankelevich, diretor e também produtor de televisão.

No claudiohumberto.com.br


Currículo: Para um presidente da República “alfabetizado”, que ignora plural e concordância, até que o palhaço Tiririca se expressa direitinho...

"Sangria" de Dilma chega a 6 milhões de votos

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, perdeu cerca de 6 milhões de votos nas duas últimas semanas.

Mais da metade dessa "sangria" (cerca de 3,6 milhões de votos) se concentrou exatamente na parcela da população mais beneficiada pelas políticas social e econômica do governo Lula: a chamada nova classe C.
Segundo o Centro de Políticas Sociais (CPS) da FGV-RJ, quase 30 milhões de brasileiros ascenderam à classe C a partir de 2003.

A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, foi a maior beneficiada por essa migração de votos. Ela conquistou cerca de 4 milhões de eleitores no período. Serra ganhou cerca de 2,3 milhões.

Os números foram calculados com base em pesquisa Datafolha divulgada ontem. Nela, Dilma tem 46% das intenções de voto. Serra fica com 28%; e Marina, 14%.

A pesquisa tem margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Isso explica diferenças nos resultados conforme os cortes feitos, por renda ou escolaridade, por exemplo.

As duas últimas semanas foram marcadas pelas denúncias de quebra de sigilos fiscais de tucanos e de seus familiares, pela queda da ex-braço direito de Dilma na Casa Civil, a ex-ministra Erenice Guerra, e por uma profusão de críticas da petista e do presidente Lula à imprensa.

A perda desses cerca de 6 milhões de eleitores (em um total de 135 milhões) não garante mais a vitória de Dilma no primeiro turno. (Na Folha de S.Paulo)

Polícia coibirá venda de bebida alcoólica no dia das eleições

A Polícia Civil pretende atuar com rigor para coibir a venda de bebida alcoólica, em todo o Estado, a partir da 0h às 18 horas deste domingo, data da votação do primeiro turno das Eleições 2010. O diretor de Policia Especializada, delegado Neyvaldo Silva, informou ontem que ainda hoje será publicada, no Diário Oficial do Estado, portaria assinada pelo delegado geral de Polícia Civil, Raimundo Benassuly, com base no Código Eleitoral (Lei 4.737/1965), vedando em todo o território paraense no dia 3 de outubro a venda e fornecimento, ainda que gratuito, de bebida alcoólica por bares, restaurantes, lanchonetes, boates e outros estabelecimentos similares, bem como por vendedores ambulantes.

Festas somente serão autorizadas para depois das 18 horas e até as 24 horas, e quem for flagrado vendendo bebida alcoólica poderá ter seu estabelecimento fechado pela polícia. Nas eleições passadas, bares foram fechados perto de seções eleitorais na data da votação.

"A intenção da Polícia é que o pleito transcorra com tranquilidade, para que todos possam exercer o direito de voto, de forma tranquilia, e coibir os excessos, prevendo acidentes e tumultos nas seções eleitorais diante do movimento intenso de pessoas nas ruas e de simpatizantes de candidaturas", afirmou o delegado Neyvaldo Silva. Cerca de 1.500 policiais civis em todo Estado irão atuar em expediente normal nestas eleições. (No Amazônia)

Muitos querem ser presidente remista

O Remo pode ter uma das eleições mais disputadas de sua história. Até seis candidatos podem concorrer à presidência do clube em dezembro. Dependendo das articulações para a formação de alianças, este número poderá cair para três ou quatro postulantes à sucessão de Amaro Klautau. Além do atual vice-presidente, Orlando Frade, que já anunciou sua candidatura, poderão concorrer os conselheiros Benedito Wilson Sá, Pedro Minowa e Antônio Carlos Teixeira, o Tonhão. Este último pode formar chapa com o ex-presidente Manoel Ribeiro, que teria confessado a amigos a intenção de voltar ao comando do Leão Azul.

Ontem, mais um nome foi acrescentado à lista dos prováveis candidatos. O empresário Carlos Rebêlo, que em 2008 chegou a ser anunciado como pré-candidato, é apontado por um grupo de conselheiros encabeçado por Licínio Carvalho e Max Fernandes como um suposto nome de consenso. Há dois anos, Rebêlo desistiu de candidatar-se ao cargo por não ter atendidas algumas de suas exigências.

Na época, o empresário prometia injetar pelo menos R$ 1 milhão nas finanças do clube, o que mobilizou um grande número de associados em torno de sua candidatura. No entanto, para aceitar a indicação ele exigia que 12 conselheiros de sua base de apoio fossem elevados à categoria de beneméritos do clube. Após uma tumultuada reunião, porém, o Conselho Deliberativo azulino aprovou a benemerência de apenas dois indicados - Dirceu Marques e Paulo Paiva. Além disso, o então pré-candidato postulava a redução do número de membros do Condel. Ideia que não foi bem aceita pelos conselheiros.

A não ser pelas eleições de 2008, as últimas eleições no Remo praticamente não tiveram interessados ao cargo. O aumento do interesse pela presidência pode estar relacionado ao bom momento financeiro que o clube passará a ter a partir de janeiro de 2011. Com a promessa de pagamento da dívida trabalhista do clube, em virtude da negociação do Baenão para as empresas Leal Moreira e Agre, os bloqueios das cotas de patrocínio do clube serão suspensos. Sendo assim, a próxima diretoria iniciará sua gestão com uma renda mensal de pelo menos R$ 300 mil, sem contar com as rendas nos jogos oficiais.

Datas - Ontem, o Conselho Deliberativo do Remo definiu as datas para as eleições do final do ano. A votação que escolherá os 100 novos conselheiros do clube será realizada no dia 20 de novembro. Já o pleito para a presidência ocorrerá em 4 de dezembro. O prazo para as incrições de chapas para concorrer ao Condel se encerra em 3 de novembro.

Para o Conselho, têm direito a votar todos os sócios do clube com mais de 18 anos e que estejam com as mensalidades em dia. A atual diretoria do clube deve entregar a lista dos sócios aptos para a votação pelo menos duas semanas antes do pleito, pois grande parte destes sócios não têm as suas situações regularizadas, perdendo o direito de voto. (No Amazônia)

terça-feira, 28 de setembro de 2010

No claudiohumberto.com.br

Ex-diretor dos Correios abre o jogo na PF, hoje
O ex-diretor de Operações dos Correios Marco Antonio de Oliveira vai depor na Polícia Federal, nesta terça, e amigos dele afirmam que sua intenção é abrir o jogo, detalhando o espantoso esquema que revelou à revista Veja, incluindo um pedido de propina de R$ 5 milhões para “resolver pendências” na campanha de Dilma Rousseff (PT). Ele confessou que fazia “prospecção” de novos “clientes” para Israel, filho da ex-ministra Erenice Guerra, para negócios com o governo Lula. Hora da vingança: Enxotado do esquema de Israel Guerra, Marco Antonio contou tudo. “A Casa Civil virou uma roubalheira”, disse a Veja, em conversa gravada. Traição familiar: Até Vinícius Castro, o sobrinho que ele levou para a Casa Civil, teria virado as costas para Marco Antônio. Ele não suportou a “traição”. Dono das contas: O genro de Marco Antonio, Roberto Ribeiro, cujas contas no exterior seriam usadas para receber propinas, vive em Coral Gables, Miami.

DEM questiona no Supremo ação do PT

O DEM protocolou na tarde desta segunda-feira no STF (Supremo Tribunal Federal) uma petição contra a ação do PT que questiona a lei que exige dois documentos (título de eleitor e outro documento oficial com foto) para que o eleitor vote no dia 3 de outubro.

O DEM entende que a lei é necessária porque é a única forma de acabar com as fraudes na votação. O partido faz um pedido para ser tornar "amicus curie" [interessado, sem ser parte] contra o PT.

Para o DEM, é estranho o fato do PT apresentar a ação nove dias antes das eleições.

A relatora da ação, Ellen Gracie, deve trazer o processo para o plenário na próxima quarta-feira.

Na sexta-feira, o diretório nacional do PT entrou com uma ação direta de inconstitucionalidade contra a lei criada em 2009.

O partido teme que a obrigatoriedade da apresentação de dois documentos aumente a abstenção, principalmente no eleitorado de baixa renda e nas regiões Norte e Nordeste.

A partir destas eleições, os eleitores são obrigados a apresentar o título de eleitor e um documento oficial com foto. Antes, era preciso levar apenas um dos dois.

Como documento oficial serão aceitos a carteira de identidade, carteira de trabalho ou de habilitação com foto, reservista e passaporte. Já as certidões de nascimento ou casamento não serão admitidas. (No G1)

Pesquisa Datafolha: Dilma 46% e Serra 28%

Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira (22) pelo jornal “Folha de S.Paulo” mostra a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, com 46% das intenções de voto. O candidato do PSDB, José Serra, aparece com 28%, e Marina Silva, do PV, tem 14%, segundo o levantamento.

Considerando a margem de erro da pesquisa, de dois pontos percentuais para mais ou para menos, Dilma pode ter de 44% a 48%, Serra, de 26% a 30%, e Marina, de 12% a 16%. De acordo com a pesquisa, brancos e nulos somaram 4%, e indecisos, 7%.

Se a eleição fosse hoje, o índice da candidata do PT pode não ser suficiente para elegê-la presidente no primeiro turno. Considerando os votos válidos - em que se exclui os votos em brancos e nulos -, Dilma perdeu três pontos percentuais: recuou de 54% para 51%. Levando em consideração margem de erro, ela teria entre 49% e 53%. Para vencer a eleição no primeiro turno a candidata petista precisa de 50% mais um voto. Ainda considerando os votos válidos, Serra teria 32%, e Marina, 16%.

Dentre os outros candidatos - Eymael (PSDC), Ivan Pinheiro (PCB), Levy Fidelix (PRTB), Plínio (PSOL), Rui Costa Pimenta ( PCO) e Zé Maria (PSTU) - nenhum atingiu 1% das intenções de voto.

Foram realizadas 3.180 entrevistas em 202 municípios nesta segunda-feira (27). A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 32913/2010.

Segundo turno
Na simulação de segundo turno feita pelo Datafolha, Dilma aparece com 52% (de 50% a 54%, considerando a margem de erro), e Serra, com 39% (37% a 41%).

Clonando Pensamento

"Costumam dizer que o Brasil tem boas leis, faltando, somente, uma que as faça cumprir. Ou aquela Constituição proposta em 1900 pelo historiador Capistrano de Abreu, dizendo apenas que ´Todo brasileiro fica obrigado a ter vergonha`". (Linomar Bahia, jornalista)
Charge: Waldez

Debate na TV Liberal

Os candidatos ao governo do Estado participarão, hoje, de debate na TV Liberal. Ana Júlia Carepa (PT), Domingos Juvenil (PMDB), Fernando Carneiro (PSOL) e Simão Jatene (PSDB) terão a oportunidade de apresentar e debater seus projetos de governo por cerca de duas horas. O jornalista da Rede Globo, José Raimundo, será o mediador do debate, que se iniciará após a novela "Passione", que também será transmitido pelo portal ORM (www.orm.com.br).

O candidato Cleber Rabelo (PSTU) não participará do debate porque seu partido não possui representatividade no Congresso Nacional o que, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), não torna sua participação obrigatória.


Cerco à sonegação

A Secretaria Municipal de Finanças, da prefeitura de Belém, vai fiscalizar, de outubro a dezembro deste ano, as 500 maiores empresas prestadoras de serviço do município que ainda não estão cadastradas ou utilizando a Nota Fiscal de Serviço Eletrônica. O anúncio foi feito, ontem à tarde, pelo titular da Sefin, Walber Ferreira. Mas, conforme o secretário, cerca de 10 mil empresas ainda não estão regularizadas, daí porque serão fiscalizadas as 500 maiores, boa parte delas com atuação na área da construção civil.

A fiscalização deverá contar com o apoio da Divisão de Investigações e Operações Especiais da Polícia Civil. A parceria com a Dioe objetiva identificar crimes contra a ordem tributária e emissão de documentos inidôneos, uma vez que, agora, é obrigatória a emissão do novo documento na versão eletrônica. Também à tarde, o prefeito Duciomar Costa e Walber Ferreira premiaram os 20 contribuintes ganhadores da promoção "Sua nota vale uma nota". A promoção, lançada em novembro de 2009 para a divulgação da Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFSE), beneficia os consumidores que exigem sua nota fiscal.

Cada um recebeu R$ 1 mil. "Estamos finalizando o planejamento de todas essas ações fiscais", diz Walber, acrescentando que a fiscalização àquelas empresas começará na segunda quinzena de outubro.

"Estamos detectando que muitas empresas não estão emitindo a nota fiscal eletrônica. Algumas não se credenciaram. Outras se credenciaram, mas não estão emitindo o documento fiscal. Outras o emitem, mas não fazem o devido recolhimento ao município", afirmou Walber.

Sorteios premiam consumidores

Os sorteios seguirão até dezembro, entregando 20 prêmios de R$ 1 mil cada. Além desses, a Sefin fará outros sorteios extras, no valor de R$ 5 mil cada. O objetivo é incentivar a população a exigir a nota fiscal de serviço eletrônica aos prestadores de serviço, como escolas particulares e hotéis, entre outros.

Somente o consumidor pessoa física pode participar dos sorteios. Para isso, é necessário que se cadastrar no site no site www.belem.pa.gov.br. E, a partir do fornecimento de um e-mail, receba uma senha pra consultar as notas fiscais emitidas e os números gerados para participar do sorteio. Cadastrado, o consumidor pode conferir as suas notas fiscais de serviço a qualquer momento e lugar via internet. Vale lembrar que o boleto bancário não é considerado nota fiscal e sim, um recibo de pagamento. Se o prestador de serviços se recusar a emitir a nota fiscal eletrônica, o contribuinte poderá denunciá-lo pelo telefone 3073-5262. (No Amazônia)

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Pausa

Aproveitando o gozo de um período de férias, a partir de hoje e durante cinco dias, estarei em Santarém. Vou dar um mergulho no rio Tapajós, comer tambaqui assado na brasa; caldeirada de tucunaré e pirarucu; acari e jaraqui frito. Na próxima terça-feira, se Deus quiser, estarei de volta para contar as novidades da terra querida - Pérola do Tapajós.

Clonando Pensamento

"Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo". (Érico Veríssimo)

Comissão discute a venda do estádio remista

Uma comissão formada por conselheiros e membros da diretoria do Remo, entre eles o presidente Amaro Klautau, discutiu na tarde de ontem, no prédio sede do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 8ª Região, os principais pontos da polêmica venda do estádio Baenão para as empresas Agre e Leal Moreira. Durante a reunião, a juíza Ida Selene Braga, titutar da 13ª Vara do Tribunal e responsável pela condução da negociação, fez alguns esclarecimentos sobre o valor da transação, R$ 33,2 milhões, e a forma de pagamento da dívida trabalhista do clube, que pelos últimos cálculos da Justiça está próxima de R$ 8 milhões.

O encontro, que durou cerca de três horas, ocorreu com portas fechadas. A juíza não permitiu a entrada da imprensa. Os representantes do Conselho Deliberativo remista, que integram a comissão mista formada na segunda-feira passada para analisar os detalhes do negócio, também deixaram o prédio sem falar com os repórteres. Estavam presentes o ex-presidente do clube Manoel Ribeiro, o promotor de justiça Domingos Sávio, o advogado e empresário Antônio Carlos Teixeira, o Tonhão, e o engenheiro Sérgio Cabeça.

Amaro Klautau, por seu turno, concedeu uma entrevista coletiva após a reunião. Ele demonstrou ter ficado muito satisfeito com o resultado da reunião. Segundo o dirigente, os conselheiros ouviram da magistrada as mesmas explicações que ele própria já havia dada à imprensa e ao Condel azulino, na segunda-feira passada.

'Na verdade, o que a comissão ouviu hoje (ontem) não é nada diferente do que nós estamos dizendo desde que este processo teve início. A venda do Baenão é a única saída para que os problemas do Clube do Remo com a Justiça do Trabalho se resolvam. Além disso, a juíza disse a eles que está pronta para receber propostas melhores do que a Agre e Leal Moreira apresentaram. Mas o tempo está se esgotando', esclareceu Klautau, que estava acompanhado do vice-presidente Orlando Frade e do advogado Mauro Maroja, vice-presidente jurídico do Leão Azul.

Para o cartola, a participação de conselheiros proeminentes nas discussões em torno da venda do Baenão, como Manoel Ribeiro, Tonhão e Sérgio Cabeça, é importante para ampliar a mobilização remista na busca de uma solução para o impasse que envolve a compra do terreno no bairro Anita Gerosa, antigo Aurá, em Ananindeua, onde se pretende construir a Arena do Leão e um centro de treinamento e formação de atletas.

'O importante é que um canal foi aberto para que a comunidade remista possa dizer o que quer para o seu futuro. Na minha opinião, a melhor opção que temos é a do terreno do Aurá. É uma área enorme, de 200 mil metros quadrados onde poderemos construir, além de um estádio e um centro de treinamentos, diversos outros empreendimentos para o clube', argumentou Klautau, alertando em seguida que a juíza Ida Selene Braga estipulou o dia 4 de outubro como prazo final para a apresentação de um outro terreno ou até mesmo de uma segunda proposta de compra do estádio remista. 'O tempo está passando e precisamos de uma decisão rápida', ressaltou.

Ainda de acordo com o mandatário, uma reunião extraordinária do Condel azulino deverá ser convocada para a próxima segunda-feira. Na oportunidade, os membros da comissão prestarão esclarecimentos aos demais conselheiros do clube sobre os pontos discutidos no encontro de ontem.

Felício Pontes vai nomear relatores

O presidente do Conselho Deliberativo do Remo, Felício de Araújo Pontes, deve nomear uma comissão de três a cinco conselheiros para serem os relatores do processo em andamento contra o presidente do clube, Amaro Klautau. Em face da dificuldade de analisar sozinho a petição apresentada por um grupo de conselheiros, na segunda-feira passada, solicitando o afastamento e a expulsão de Klautau, o desembargador aposentado está avaliando que a melhor saída é dividir a responsabilidade entre mais integrantes do Condel.

A ideia inicial, segundo Pontes, é a de determinar se haverá ou não abertura de processo disciplinar contra o presidente da agremiação até o final deste mês. Por isso, os conselheiros escolhidos para a tarefa também deverão ser da área jurídica - advogados, promotores de justiça ou juízes.

Ontem, novamente questionado sobre o risco de ser expulso do clube, Amaro Klautau disse que só irá se pronunciar sobre o caso nos altos do processo, caso a acusação seja aceita pela presidência do Condel azulino. O mandatário é acusado de violar o artigo 57 do estatuto do clube - 'é passível de expulsão o associado que, por ação ou omissão deliberada, atentar contra o conceito público ou o patrimônio do Clube do Remo' - ao ordenar a destruição do escudo do clube que ficava na entrada do estádio, na Avenida Almirante Barroso, na noite do dia 23 do mês passado. (No Amazônia)

Charge: Waldez (no Amazônia Jornal)

Presidente do Supremo propõe inconstitucionalidade da Lei da Ficha Limpa

O argumento do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Cezar Peluso de que a Lei da Ficha Limpa é inconstitucional fez o ministro José Antonio Dias Toffoli pedir vista.

Ele prometeu trazer seu voto já na sessão de amanhã, quinta-feira.

O STF julgava recurso do candidato ao governo do Distrito Federal Joaquim Roriz (PSC) contra a Lei da Ficha Limpa. Ele foi considerado "ficha suja" pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por ter renunciado ao cargo em 2007 para escapar de processo de cassação.

Pouco antes do pedido de vista, o ministro Carlos Ayres Britto, relator do recurso, afirmou que o argumento de Peluso parece um "salto triplo carpado hermenêutico", provocando risos no plenário e entre os próprios colegas.

Peluso então respondeu que poderia até ser "do ponto de vista publicitário", mas não do ponto de vista jurídico.

O clima da sessão esquentou. Toffoli ia começar a votar, mas o ministro Joaquim Barbosa afirmou que a questão proposta por Peluso deveria ser analisada a parte. O colega então pediu vista.

Peluso propôs que os ministros declarem que a lei é formalmente inconstitucional por conta da mudança nos tempos verbais realizados pelo senador Francisco Dornelles (PP-RJ) quando a legislação foi debatida no Senado.

Para Peluso, Dornelles modificou o mérito do então projeto de lei complementar e ela deveria ter voltado à Câmara dos Deputados para nova análise. Ou seja, o presidente do STF argumenta que a tramitação da lei feriu o devido processo legislativo.

"Não se tratam de emendas de mera redação. Seria o caso de inconstitucionalidade formal. É um caso de arremedo de lei", disse Cezar Peluso.

O presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, pediu a palavra para discordar. O caso chegou a ser debatido pelo tribunal eleitoral e entendeu-se que a mudança no Senado não alteraria o sentido da legislação.

Dornelles mudou em diversos artigos da Lei do Ficha Limpa o tempo verbal dos atos que levariam à inelegibilidade de um político. Mudou, por exemplo, "que tenham sido" condenados, para "os que forem condenados", e assim por diante.

Lewandowski ainda firmou que o artigo que trata de renúncia, o que é o caso de Roriz, não foi modificado. Peluso, no entanto, argumentou que não é possível julgar a lei em partes e afirmou que "lei não pode ser feita de qualquer jeito".

VOTO DO RELATOR

Em seu voto, Britto, ao defender a constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa, disse a "probidade é o principal conteúdo da moralidade administrativa de que se trata a Constituição".

O ministro afirmou ainda que a renúncia de Roriz foi uma "típica modalidade de confissão", uma espécie de atestado de que não há como se "safar" das acusações que, à época, pesavam contra ele.

"Candidato vem de cândido, puro, limpo, no sentido ético", reforçou o relator.

Em intervenções, os ministros Gilmar Mendes e Celso de Mello também demonstraram que podem votar contra a Lei da Ficha Limpa. Para Mendes, o Congresso não pode ter poderes ilimitados.

Quando renunciou, Roriz era acusado de ter quebrado o decoro parlamentar após ter sido flagrado, em conversa telefônica, discutindo a partilha de R$ 2 milhões --a Polícia Federal, em investigação, disse tratar-se de propina. Roriz alega que o dinheiro, fruto de empréstimo, seria para comprar uma bezerra.

No início da sessão, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, afirmou que a Lei da Ficha Limpa deve valer para esse ano e ser aplicada a casos ocorridos antes de sua promulgação. Ao citar o caso de Roriz, disse que ele foi grampeado em conversa telefônica "nada republicana". (Fonte: Folha Online)

Pesquisa Datafolha: Dilma segue na frente, mas vantagem cai 5 pontos

Nova pesquisa presidencial Datafolha divulgada nesta quarta mostra que a diferença entre a candidata do PT, Dilma Rousseff, para os demais adversários somados caiu cinco pontos percentuais (de 12 para 7 pontos) com relação ao levantamento anterior, realizado nos dias 13, 14 e 15.

A petista agora aparece com 49% (tinha 51% há uma semana), contra 42% de todos os outros postulantes (que apareciam com 39%). José Serra (PSDB) está em segundo, com 28% (tinha 27% na semana passada), enquanto Marina Silva oscilou positivamente dois pontos percentuais e passou de 11% para 13%.

É o primeiro levantamento do instituto após as revelações de tráfico de influência e a consequente crise que culminou com a demissão da sucessora de Dilma na Casa Civil, Erenice Guerra --52% dos entrevistados disseram ter tomado conhecimento do caso, mas apenas 13% julgam-se bem informados sobre o episódio.

Brancos e nulos somam 3% na nova pesquisa (ante 4% da semana passada), enquanto 5% dos eleitores entrevistados se declaram indecisos (dois pontos percentuais a menos do que o cenário dos dias 13, 14 e 15).

Considerados apenas os votos válidos (excluindo-se, portanto, brancos e nulos), a candidata petista, que figurava com 57% no levantamento anterior, lidera a corrida presidencial com 54% das intenções de voto. José Serra (PSDB) está com 31% (tinha 30%), e Marina Silva (PV), chegou a 14%.

Quanto menor a diferença entre o líder das intenções de voto e os demais candidatos, maior a probabilidade de um segundo turno (para ser eleito numa única rodada de votação, um candidato precisa de 50% mais um dos votos válidos ou superar a soma de seus rivais).

Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), Zé Maria (PSTU), Eymael (PSDC), Rui Pimenta (PCO), Ivan Pinheiro (PCB) e Levy Fidélix (PRTB) não atingiram 1% (porém foram mencionados e, juntos, equivalem a essa parcela da votação).

SEGUNDO TURNO

O Datafolha também perguntou aos eleitores como eles se comportariam num eventual segundo turno entre Dilma e Serra. A petista receberia 55% (dois pontos a menos que no levantamento da semana passada), enquanto o tucano ficaria com 38%, três pontos percentuais a mais do que exibia na semana passada.

A pesquisa foi realizada nos dias 21 e 22, em 444 municípios de todo o país, com 12.294 eleitores.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Santarém será a sede do 85ª Encontro do Colégio Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil

Nos dias 23 e 24 de setembro, a cidade de Santarém, localizada no oeste do Pará, será a sede do 85ª Encontro do Colégio Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil. A abertura do evento, no dia 23, às 19h, no salão Tupaiú do hotel Barrudada, será conduzida pelo presidente do Colégio, Marcus Faver, desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), e pelo presidente do Tribunal de Justiça do Pará, desembargador Rômulo Nunes, anfitrião do evento. Além de os presidentes dos TJs, estarão presentes, na abertura, autoridades do Estado, como a governadora Ana Júlia Carepa, além de representantes de órgãos da Justiça, como Ministério Público, Defensoria Pública e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
O principal objetivo do encontro é trocar experiências e informações entre os chefes de Poder Judiciário para a constante melhoria da prestação jurisdicional às crescentes demandas em todas as áreas. A escolha de Santarém para sediar o encontro visa a interiorização do evento a fim de que seja possível um melhor conhecimento da realidade do Judiciário no país.
A Comarca de Santarém, localizada a 807 quilômetros de Belém, tem 177 anos de existência e é a segunda maior do Estado. Os trabalhos começarão na sexta-feira, 24, a partir das 9h, com a saudação do Presidente do Colégio de Presidentes, Marcus Faver. Em seguida, o conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Milton Nobre, ministra a palestra “A Judicialização da Saúde no Brasil”, seguida de debate acerca do assunto. Às 10h15, será a vez do juiz federal, Paulo Cristóvão de Araújo Silva Filho, ministrar a palestra “Uniformização de Procedimentos na Implantação do Processo Judicial Eletrônico”. A programação da manhã encerra com a apresentação do projeto “Justiça na Praça”, às 11h30, que será mostrado pela desembargadora do TJRN, Maria Zeneide Bezerra, coordenadora do Núcleo de Projetos do TJRN.
Os trabalhos reiniciam, às 14h30, com a palestra “Parcerias Público-Privadas nos Tribunais de Justiça”, do consultor paulista, Saulo Rodrigues, seguida da “Comunicação dos Presidentes”, às 15h30. No final da tarde, haverá a elaboração da “Carta de Santarém”, com o encerramento do encontro às 17h. (No site do TJE)

Supremo julga hoje validade ou não da Lei da Ficha Limpa

O plenário do Supremo Tribunal Federal (TSE) julga nesta quarta-feira (22) a validade da Lei da Ficha Limpa e sua aplicação nas eleições deste ano. Os ministros analisam o recurso do candidato ao governo do Distrito Federal Joaquim Roriz (PSC), que teve o registro negado pelo Tribunal Regional Eleitoral do DF (TRE-DF) e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). É o primeiro julgamento sobre a validade da lei no STF.
No TSE, a maioria dos ministros entendeu que a lei não modifica o processo eleitoral e, portanto, pode ser aplicada às eleições deste ano. Além disso, prevaleceu a tese de que a inelegibilidade não é uma punição, mas um conjunto de condições que devem ser preenchidas pelo candidato no momento do registro.
Com a aposentadoria de Eros Grau, dez ministros vão compor o plenário nesta quarta e existe a possibilidade de empate no julgamento. Dois dos ministros do STF que também atuam no TSE , Ricardo Lewandowski e Cármen Lúcia, defendem a validade da lei. Os ministros Marco Aurélio Mello e Dias Toffoli, que também participam das duas Cortes, já se manifestaram contra alguns dispositivos da ficha limpa.
Em caso de empate, o Supremo ainda terá de analisar como a questão seria definida. Parte dos ministros entende que, de acordo com a Constituição, é necessário o mínimo de seis votos para decidir sobre matérias constitucionais. Há ainda uma ressalva no regimento interno do STF que daria ao presidente da Corte, ministro Cezar Peluso, o voto de desempate.

A decisão do Supremo sobre a ficha limpa servirá de referência para a Justiça Eleitoral na aplicação da lei. No julgamento, os ministros podem ainda definir que a posição do STF deve servir de referência para todas as instâncias em casos semelhantes. (No G1)

Clonando Pensamento

"Nenhum homem é suficientemente rico para comprar o seu passado". (Oscar Wilde)

Sua Vó certamente diria: na minha época...

Após polêmica com Neymar, Dorival Júnior sai do Santos

Dorival Júnior perdeu a queda de braço no Santos e não é mais o treinador do clube. Ele tinha decidido manter Neymar afastado da equipe como punição por indisciplina. No entanto, a diretoria do clube não gostou e se reuniu na noite desta terça-feira para debater o assunto.

O resultado do encontro foi a demissão de Dorival Júnior, que ajudou a levar o time nesta temporada aos títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil. Ele deixa a equipe na sexta posição do Nacional com 35 pontos, nove a menos que o líder Corinthians. Dirigiu o time em 61 jogos, com 37 vitórias e 16 derrotas (65% de aproveitamento).

Com a demissão do treinador, Neymar, que não tinha sido convocado para o clássico contra o Corinthians desta quarta-feira, vai ser relacionado para o jogo. O time deve ser comandado por Narciso, das categorias de base do clube.

A confusão entre Dorival Júnior e Neymar começou na partida de quarta-feira contra o Atlético-GO, vitória de 4 a 2. O badalado atleta xingou o técnico santista e o capitão Edu Dracena. O atacante se revoltou depois que Dorival ordenou que Marcel batesse o pênalti. Ele queria ter cobrado. No vestiário, Neymar ainda tentou acertar o auxiliar-técnico Ivan Izzo com um copo de bebida isotônica.

A diretoria resolveu punir o atleta com uma multa. Para Dorival, essa medida seria insuficiente. A ideia dele era que Neymar fosse afastado do grupo por ao menos 15 dias.

Contra o Guarani, Neymar foi barrado da partida. A intenção do treinador também era deixá-lo de fora do clássico contra o Corinthians.

À tarde de ontem, o treinador tinha falado sobre a necessidade de punir firme o atleta com o afastamento. Segundo o treinador, essa atitude era necessária para o bem jogador, mesmo desfalcando o time em um jogo importante."Acho que estou fazendo o melhor para o atleta. Para o clube, talvez, mas é o melhor para o atleta", afirmou Dorival. "Não estou punindo com prazer, mas com a necessidade. Espero que, com essa atitude, esteja contribuindo com o crescimento do Neymar."

A cúpula santista não concordou e encerrou a passagem de Dorival Júnior pela Vila Belmiro. Dorival Júnior tinha chegado ao clube no final de 2009, com vitória do Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro para a presidência do Santos.

Plantação de maconha em cobertura de gente bacana


Policiais da 17ª DP (São Cristóvão) prenderam na tarde de ontem, em flagrante, após denúncias, um professor universitário e seu filho.Eles cultivavam 108 pés de maconha, boa parte deles com até 1,70m de altura, numa cobertura na Rua Guilherme Almeida, esquina com a Jorge Cabral, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Mesmo alegando que a droga era para consumo próprio, os dois foram autuados por tráfico de entorpecentes.

De acordo com a delegada da 17ª DP, Valéria de Castro, que comandou as investigações, muitas plantas estavam ao ar livre e uma outra parte estava acondicionada numa estufa especialmente preparada. - Encontramos muitos vasos, fertilizantes, lâmpadas e revistas especializadas. Era uma droga de boa qualidade e devia ter um preço diferenciado no mercado - explicou a delegada.

Os agentes encontraram uma estrutura tecnológica que os impressionou. Havia 42 pés de maconha na estufa e 66 do lado de fora da cobertura.

Os produtores levavam em conta a temperatura e a umidade do ambiente, usando refletores e até aparelhos de ar-condicionado para melhorar as condições climáticas no cultivo.

Segundo a polícia, o pai, Francisco Aurélio de Souza Grossi, de 67 anos, é engenheiro eletrônico formado pelo Instituto de Tecnologia da Aeronáutica (ITA) e professor universitário. O filho, Gustavo Grossi, de 31 anos, é jornalista. Ambos explicaram que trabalhavam com dois tipos de cultivo: o indoor e o outdoor. (Em O Globo)

Continuidade é a meta da candidata Ana Júlia Carepa

A candidata ao governo do Estado pela coligação "Frente popular acelera Pará", Ana Júlia Carepa (PT), foi a segunda entrevistada na séria iniciada anteontem pelo Sistema Liberal de Rádio. Durante 30 minutos, a candidata à reeleição pediu o voto da população para continuar os avanços que seu governo está fazendo, principalmente nas áreas de segurança pública, saúde, educação e transporte.

A primeira pergunta feita pelos radialistas Cleiton César e Santino Soares foi sobre as mudanças de secretários na Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e denúncias de supostas irregularidades no órgão, além de o governo ter enfrentado três greves. Ana Júlia negou a existência de irregularidades na secretaria e disse que o chefe do Executivo tem prerrogativa para fazer mudanças no secretariado para melhor atender a população. "É preciso destacar como encontramos a secretaria, que tinha 90% das escolas precisando de reformas, a categoria com baixa auto-estima, com acúmulo de perdas salariais e começamos a tratar essa categoria. Já reformamos mais de 600 escolas e o Plano de Carreira, Cargos e Remuneração (PCCR) hoje é uma realidade após mais de 20 anos de reivindicação", destacou a candidata.

Ana Júlia garantiu que mais de 300 escolas deverão ser reformadas este ano e que serão construídas mais 11 escolas tecnológicas. A petista confirmou que o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi de 2,3, em 2006, e que em seu governo passou para 3,1. "Sabemos que esse índice ainda é baixo, mas crescemos (0,8) mais que a médica nacional, que foi de 0,4. E é por acreditar que precisamos continuar avançando que estamos pedindo o voto da população", disse.

Ana Júlia Carepa também foi questionada sobre o programa "1 bilhão de árvores" e disse que já foram aprovadas pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente o plantio 288 milhões de árvores. "Além disso, em nosso governo houve uma redução no desmatamento no Estado que, em 2004, registrou um índice de 11 mil quilômetros quadrados de desmatamento e, em 2009, foram 3 mil quilômetros quadrados", disse a candidata, acrescentando que com a implantação da regularização fundiária e ambiental, será possível fazer com que os produtores recomponham as áreas desmatadas, reflorestando e contribuindo para a melhoria do clima no planeta.

Sobre o trânsito, Ana Júlia Carepa (PT) assegurou que já tem verbas alocadas para as obras de prolongamento da avenida João Paulo II e demais obras viárias que seu governo está realizando no projeto "Ação Metrópole". Também disse que pretende construir sete terminais de integração de transporte coletivo, garantindo a implantação do sistema de bilhete único.

Para garantir a qualidade plena dos hospitais no Pará, Ana Júlia primeiramente criticou o fato de os parlamentares paraenses terem votado pelo fim da CPMF, que destinava cerca de R$ 40 bilhões por ano para a saúde no País. Também disse que o PSDB, que governou durante 12 anos o Estado, construiu cinco hospitais regionais, deixando três fechados e sem funcionamento. "Nós colocamos esses três hospitais em funcionamento, transformamos o Hospital Ofir Loyola no melhor centro radioterápico do Norte do País e estamos descentralizando os atendimentos de saúde", garantiu a governadora.

A candidata Ana Júlia Carepa reafirmou que é contra a privatização da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) e que lutará para que companhia permaneça na condição de estatal. "Vamos lutar contra a privatização da Cosanpa, que tem sido um órgão que temos dado especial atenção, pois nunca se investiu tanto em saneamento nesse Estado. Além disso, duplicamos o sistema de abastecimento de água", assegurou Ana Júlia Carepa.

Questionada sobre o apoio do presidente Lula não ter refletido em favoritismo nas pesquisas de intenção de voto, que a tem colocado na segunda posição na corrida ao governo do Estado, Ana Júlia foi enfática: "Não brigo com pesquisas, até porque existem erros históricos neles. Se dependesse de pesquisas eu não teria sido eleita governadora, pois em 2006 as pesquisas apontavam que eu sequer iria para o segundo turno". (No Amazônia)

TSE prorroga prazo para obtenção da segunda via de título

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiram ontem, por unanimidade, prorrogar por uma semana a data limite para pedir a segunda via do título de eleitor. O prazo terminaria amanhã. Com a decisão, o serviço segue até o dia 30 de setembro.

Para reimprimir o documento, é preciso procurar os cartórios eleitorais da cidade. Mas a segunda via só pode requerida por quem que já era eleitor ou fez o pedido do título até 5 de maio deste ano, quando foi finalizado o cadastro eleitoral de 2010.

Em Belém, para solicitar a segunda via do título, que é gratuita, basta comparecer ao CAE com documento oficial de identidade. Eleitores de fora da capital também podem ser atendidos neste espaço. Os documentos oficiais aceitos pela Justiça Eleitoral, tanto para retirar a segunda via do título como para votar, são: documento de identidade, identidade funcional, carteira profissional, carteira de motorista, certificado de reservista ou passaporte.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Pesquisa: 85% defendem Ficha Limpa

A Associação dos Magistrados Brasileiros divulgou pesquisa nesta terça (21) apontando que 85% dos brasileiros são a favor da Lei da Ficha limpa, 43% conhecem algum caso de político que compra ou já tenha comprado voto e 41% conhecem alguém que já tenha trocado o voto por benefício. Os dados são de um levantamento do Ibope, encomendado pela AMB. O estudo define o perfil do eleitorado brasileiro. Foram entrevistadas 2.002 pessoas, entre 18 e 21 de agosto, em 140 cidades.

CNJ cobra do Pará fim do uso de contêineres como prisão

O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) pretende entregar ao governo do Pará um documento cobrando mudanças no sistema prisional do Estado, incluindo o fim do uso de "contêineres" como celas.
Durante o mutirão carcerário, iniciado pela entidade na última semana, juízes encontraram superlotação e presos em celas metálicas a que chamaram de contêineres, por terem tamanho semelhante ao dos de carga.
Só no Centro de Reeducação Feminino de Ananindeua (região metropolitana de Belém), ao menos 200 detentas estão nessas celas. A situação foi vista nos três complexos do Presídio Estadual Metropolitano, em Marituba, também na região metropolitana.
No presídio feminino, a superlotação é mais grave, na avaliação do juiz Vinícius Borba Leão, coordenador do mutirão no Pará. Num espaço onde caberiam quatro camas, vivem até dez mulheres. No masculino, há quatro a cinco presos nesse espaço.
O objetivo do mutirão é mapear situações "desumanas" no Estado e analisar processos de 11 mil presos.
O CNJ já havia encontrado pessoas trancadas em contêineres ao vistoriar o sistema carcerário do Espírito Santo em 2009. O fato foi discutido no início deste ano pela Comissão de Direitos Humanos da ONU, em Genebra.

OUTRO LADO
A Secretaria da Segurança Pública do Pará reconhece que abrigar presos em celas metálicas 'não é digno' e culpou o governo anterior.
Segundo a secretaria, novas instalações começaram a ser planejadas em 2007. Está prevista para a próxima semana a inauguração de uma penitenciária para mulheres em Belém seguindo "padrões da ONU". O Centro de Reeducação Feminino será desativado, afirma a pasta. (Na Folha Online)

Missa de sétimo dia

Será rezada hoje, às 18h30, na Igreja Santo Antônio de Lisboa, missa de sétimo dia de falecimento de SIDNEY DE VASCONCELOS QUEIROZ, ex-servidor da Sudam e ex-atleta do Clube do Remo.

Galeria de amigos - FRANSSINETE e EDINALDO

Charge: Atorres

Presidente remista na linha de tiro

O clima esquentou durante a reunião do Conselho Deliberativo do Remo, realizada na sede social do clube, com a presença da imprensa, na noite de ontem. Um grupo de conselheiros entregou ao presidente do Condel, Felício Araújo Pontes, uma petição exigindo a abertura de processo de expulsão do presidente do clube, Amaro Klautau, por ele ter ordenado a destruição do escudo que ornamentava o pórtico da área antes conhecida como "Carrossel", na noite do dia 23 de agosto. A reunião também tratou da polêmica venda do Baenão para as empresas Agre Incorporadora e Leal Moreira.

Os opositores usaram como base para a petição o artigo 50 do estatuto do clube: "São motivos para pedir abertura de ato de apuração de infração cometida por associado (...) ter ele acarretado, por ato ou omissão, prejuízo considerável ao patrimônio ou à imagem do Clube".

Entre os argumentos está o fato do presidente azulino ter ordenado a derrubada do escudo sem autorização prévia do Conselho, que de acordo com o estatuto precisa ser consultado sempre que houver a necessidade de alteração física no patrimônio da agremiação; a extrapolação dos poderes administrativos conferidos ao mandatário e até as declarações consideradas impróprias dadas pelo presidente, como a justificativa para a derrubada do símbolo azulino, quando declarou tê-lo feito para evitar um novo pedido de tombamento do estádio.

Uma vez com a petição em mãos, Felício Pontes tem até 30 dias para convocar uma reunião extraordinária do Conselho. Antes disso, no entanto, ele precisa analisar as bases jurídicas e estatutárias da petição. O que ele pretende fazer ainda nesta terça-feira. "Vou analisar o pedido detalhadamente amanhã (hoje) e espero dar o meu parecer, aprovando ou não, no mesmo dia", declarou Pontes, logo depois da apresentação do documento.

Caso Amaro Klautau seja expulso do quadro social remista, o seu vice-presidente, Orlando Frade, assume o cargo até o fim do mandato da atual diretoria. As eleições para o biênio 2011/2012 estão marcadas para a segunda quinzena de dezembro, duas semanas após a eleição do novo Conselho, marcada para o dia 5 de dezembro.

Apesar de ouvir atentatamente as acusações feitas na petição, Amaro Klautau não quis comentar o assunto. Em seu pronunciamento, no final da reunião, ele apensas detalhou todo o processo de negociação do estádio remista com as empresas interessadas. Mais uma vez ele defendeu a transação como a única solução para acabar de uma vez com o endividamento do Remo junto à Justiça do Trabalho, além de dar ao clube um novo estádio, a Arena do Leão, e um moderno centro de treinamento e formação de atletas.

Klautau também ouviu os questionamentos feitos pelos conselheiros Pedro Lima, José Brito, Benedito Wilson Sá e Djalma Chaves, que se posicionaram contra a venda do Baenão pelos R$ 33,2 milhões anunciados e demonstraram insatisfação com a compra do terreno localizado na rua Santana do Aurá, em Ananindeua, por R$ 2,77 milhões, onde deverá ser construído novo estádio do clube.

O curioso é que todos eles revelaram indignação por estarem sendo vítimas das piadas de amigos desde que se revelou que a Arena do Leão poderá ser instalada em uma área distante apenas 5 quilômetros do Aterro Sanitário do Aurá, popularmente conhecido como "Lixão do Aurá". "Este terreno é onde vamos construir o futuro do Remo e não interessa se ele fica a 5 quilômetros do Lixão do Aurá. A área vai se desenvolver em função de projetos governamentais que estão previstos para os próximos anos e a Arena do Leão pode ser o motor que irá acelerar este desenvolvimento", declarou Klautau.

Presidente rebate críticas e diz estar aberto a sugestões

No acalorado debate realizado na sede social do Remo, ontem à noite, a oposição ao presidente Amaro Klautau classificou o processo de venda do Baenão como "eleitoreiro", criticou a falta de títulos no futebol na gestão do mandatário e pediu a sua renúncia imediata exatamente por ter fracassado na tentativa de levar o clube de volta à Série C do Campeonato Brasileiro.

"O presidente Amaro Klautau utilizou o Remo neste dois últimos anos como plataforma política", acusou o promotor público Benedito Wilson Sá. Ele alegou ainda que negociação com as empresas Agre e Leal Moreira se trata de "uma negociata e "um jogo de cartas marcadas", uma vez que desde a posse da atual diretoria que a transação vinha sendo desenhada.

Mas coube ao grande benemérito Arthur Carepa a declaração mais polêmica da noite. "Diante do total fracasso da atual gestão, que não conquistou nenhum título em dois anos, o presidente Amaro Klautau deveria entregar o cargo imediatamente", declarou Carepa.

Klautau ouviu todas as críticas da oposição. Respondeu uma a uma, ao final. Disse que é terrorismo afirmar que o novo estádio remista não vai sair. Afirmou, ainda, que o projeto das construtoras está aberto para sugestões do Condel e concordou com a formação de uma comissão para analisar os detalhes técnicos da obra e acompanhar de perto sua execução.

O dirigente também rechaçou as críticas de cunho político. Ele alegou que a venda do Baenão tem o objetivo de livrar o clube do risco de perder seu patrimônio em leilões judiciais. (No Amazônia)

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Pesquisa sobre divisão do Pará

Pesquisa recentemente realizada pela LCP/UFPA/Veritate, formulou a seguinte pergunta aos entrevistados: "Você é a favor ou contra a divisão do Pará?". Vejam os resultados:

A favor 32.2%
Contra 49.5%
Sem resposta 18.3%

Resultado por Mesorregião:

Baixo Amazonas: A favor (90%)/Contra(7%)/ s/Resposta(3%)
Marajó: A favor(9%)/Contra(48%)/ s/Resposta(44%)
Metropolitana: A favor(12%)/Contra(75%)/ s/Resposta(12%)
Nordeste: A favor(12%)/Contra(58%)/ s/Resposta(30%)
Sudeste: A favor(62%)/Contra(23%)/ s/Resposta(15%)
Sudoeste: A favor(52%)/Contra(34%)/ s/Resposta(14%)

Pais e avós aprendem com os mais novos o uso da internet e redes sociais

Neste mês, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou resultados da Pnad 2009 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) e, entre os dados apresentados pela pesquisa, chamou a atenção o número de internautas no país.

Dos jovens entre 15 e 17 anos, 71,1% conectaram-se à internet em 2009. Já os brasileiros com mais de 50 anos tiveram o maior crescimento no número de internautas, atingindo 15,2% da população nessa faixa etária.
Mas como será que esses pais e avós aprenderam a navegar na rede mundial de computadores? Pelos números apresentados, uma hipótese ganha força: com seus próprios filhos e netos.

É o caso de Amara Moreira, 68, que aprendeu a usar a internet com a neta Paula, 14.Para driblar as dificuldades, a avó ia anotando as orientações para depois, sozinha, pôr em prática o que havia aprendido. "Eu sou doida pra entrar nesse tal de Twitter, mas não consigo, já fucei...", confessa.

A curiosidade de Mário Andrade de Assis, 65, avô de Rafaela, 21, foi despertada por outro motivo. "Ele quis aprender porque a família toda já estava no Orkut e no MSN", relata Rafaela. Como tinha interesse, Mário aprendeu rápido, mas não foi tão fácil assim com a avó. "Ainda vou conseguir ensiná-la. Ela desistiu, mas eu não", afirma a neta.

A dificuldade de lembrar os comandos é o maior obstáculo apontado pelos pais e avós que ainda estão nos seus primeiros cliques.
Se, para muitos jovens, acessar a internet é algo natural, para alguns adultos é preciso bastante esforço.
"Eu tenho paciência com a Julia em tantas outras coisas. É uma troca", opina Surama, defendendo sua geração.

DICAS

1. Tenha paciência. Pais e avós muitas vezes aprendem mais devagar mesmo.

2. Deixe seu pai/avô usar o computador sempre que possível. Se não praticam, eles acabam esquecendo o que aprenderam.

3. Peça que anote suas explicações num "caderninho de dicas" (ou em um arquivo de Word localizado na área de trabalho), pois é provável que ele/ela esqueça algumas orientações. Também pode haver um "caderno de dúvidas" para que as perguntas sejam respondidas quando você estiver por perto.

4. Traduza a linguagem do computador para a deles. Por exemplo: Word + impressora = máquina de escrever; pendrive = um livro (a quantidade de informação que cabe num livro é igual à quantidade de informação que cabe num pendrive)

Fonte:Folha Online

Arena do Leão (Clube do Remo) no Aurá

Charge: Atorres

Espiritismo

Seguidores do espiritismo querem aproveitar o boom na mídia para esclarecer sobre a doutrina que teve no médium mineiro Chico Xavier seu representante mais ilustre. "É bom para nós porque temos uma oportunidade única de colocar para a sociedade o que é a doutrina, e para o público que aprende a vivenciar sua religiosidade", explicou o médium José Raul Teixeira, do Rio de Janeiro, que veio a Belém para o lançamento da programação do encontro espírita paraense, previsto para fevereiro do ano que vem. A religião, aliás, é tema de filme, novela e minissérie.

Teixeira discursou para cerca de 2.500 pessoas, segundo estimativa dos organizadores do evento, ontem de manhã, no ginásio do Serviço Social do Comércio (Sesc), na avenida Doca de Souza Franco, em Belém. Para ele, o filme lançado este ano, sobre a vida de Chico Xavier, e, mais recentemente, o longa-metragem "Nosso Lar", baseado em uma das primeiras obras psicografadas pelo médium mineiro, estão contribuindo para popularizar a doutrina. "Em relação à grande mídia estivemos por muito tempo no ostracismo. Essa exploração já era esperada", acredita.

Segundo o médium, que é formado em física e tem doutorado em educação e mantém um trabalho evangélico e social em Niterói (RJ), onde mora, a doutrina espírita não tem por finalidade afastar as pessoas de suas religiões atuais. Pelo contrário. "Ninguém precisa abandonar sua religião e vir para o espiritismo. Esse nunca foi nosso propósito. O espiritismo te ajuda a viver melhor na sua religião. Essa conciliação é inevitável". Teixeira defende que vários princípios do espiritismo estão presentes na Bíblia e foram apenas reinterpretados. "Jesus disse que haviam várias moradas e pregou a pluralidade da existência. O que o espiritismo fez foi dar uma nova roupagem e também trouxe algo novo, muita coisa que ainda não se sabia". (No Amazônia)

domingo, 19 de setembro de 2010

Religiosos exigem pedido de desculpas de atacante do Flamengo

O candomblecista Ivanir dos Santos, integrante da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, que faz neste domingo uma passeata na praia de Copacabana, no Rio, disse esperar um pedido de desculpas do atacante do Flamengo, Val Baiano (foto).

No último dia 9, o jogador disse que "se macumba fosse do bem, se chamaria boacumba". A declaração foi dada em entrevista na qual Val Baiano disse cogitar falar com "padres, pastores e santos" para ajudar o clube no Campeonato Brasileiro, mas descartou recorrer a religiões de matriz africana.

"O Val Baiano teve um ato de extrema má educação com os torcedores do Flamengo. É uma pessoa extremamente intolerante", criticou o candomblecista, que pretende entrar em contato com a presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, para cobrar um pedido de desculpas.

"Espero que a direção do Flamengo perceba que tem torcedores que têm outras religiões e o chame à responsabilidade", disse Santos. "O que não pode é uma figura pública, ídolo de uma torcida, usar isso para estigmatizar ainda mais um setor [da sociedade]."

Ele disse esperar que, caso esse pedido de desculpas não venha, o Ministério Público tome uma atitude contra o jogador. A intolerância religiosa é crime previsto pela lei Caó.

Papa admite que pedofilia mina credibilidade da Igreja

O papa Bento 16 admitiu neste domingo que os escândalos de pedofilia atingem a credibilidade da Igreja e que este crime foi combatido inadequadamente no passado. As afirmações foram feitas pelo pontíficie em encontro com bispos da Inglaterra, do País de Gales e da Escócia em seu último compromisso no Reino Unido, em seu quarto dia de visita ao país.

De acordo com o chefe de Estado do Vaticano, o "vergonhoso abuso de jovens da parte de sacerdotes e religiosos" "mina seriamente a credibilidade moral dos responsáveis" pela instituição.

"Em muitas ocasiões falei das profundas feridas que tal comportamento causou, acima de tudo nas vítimas, mas também no relacionamento de confiança que deveria existir entre sacerdotes e povo, entre sacerdotes e seus bispos, como entre as autoridades da Igreja e as pessoas", comentou o papa no encontro realizado em Birmingham.

Ao falar aos religiosos britânicos, Bento 16 disse saber que foram dados "passos muito sérios para remediar essa situação, para assegurar que os jovens sejam protegidos de maneira eficaz de qualquer dano, e para confrontar de modo apropriado e transparente as acusações quando estas surgem".

"Sua crescente compreensão da extensão dos abusos sobre crianças na sociedade, de seus efeitos devastadores e da necessidade de fornecer adequado suporte às vítimas deveria servir de incentivo para dividir com a sociedade mais ampla as lições aprendidas", acrescentou ele.

Bento 16 afirmou que "o melhor caminho" é o de tentar reparar "tais pecados" se aproximando com "humilde espírito de compaixão" dos jovens que foram molestados. "Nosso dever de cuidar da juventude exige exatamente isso e nada menos", completou.

Durante os quatro dias de sua estadia no Reino Unido, o papa falou diversas vezes sobre os escândalos de pedofilia que envolvem religiosos do Reino Unido, além de diversas outras nações. Em uma coletiva de imprensa durante o voo que o conduziu a Edimburgo na quinta-feira ele admitiu que a Igreja não foi vigilante o suficiente e expressou "grande tristeza" e "choque".

Na sexta-feira, ao encontrar estudantes, fez uma referência indireta aos episódios ao dizer que era necessário oferecer um "ambiente seguro" aos alunos das escolas católicas. Já ontem, o pontífice presidiu uma missa na catedral de Westminster novamente manifestando "profunda dor", "vergonha e humilhação" pelos "crimes inqualificáveis" que produziram "imensos sofrimentos".

Ainda no sábado, ele se reuniu de forma privada com cinco vítimas de pedofilia, rezou com elas e ouviu seus relatos, em um evento que o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, definiu como "comovente e importante". O papa também conversou com profissionais e voluntários que trabalham para defender as crianças dos abusos no ambiente eclesial, afirmando que tais iniciativas fazem parte da resposta da Igreja ao problema.

De acordo com Bento 16, os "trágicos eventos" revelam "a fragilidade humana" de maneira muito "dura", e ao mesmo tempo recordam que "para sermos guias cristãos eficazes, devemos viver na mais alta integridade, humildade e santidade". (Na Folha Online)

Leitoradp

De LEDA MARIA ALMEIDA:
"Ercio, minha irmã que mora na Paraiba leu o seu blog e passou para eu ler tambem, agora sei de tudo de Santarém, por vc. Continue nos informando. Sou filha do falecido Avelino Almeida. Moro em Manaus. Obrigada pelas informações. Fiquei sabendo do falecimento do Cota. Que Deus tenha ele em um bom lugar".

Deste blog:
Leda, é uma satisfação enorme tê-la como leitora. Tive o prazer de desfrutar da amizade do seu saudoso pai, exemplo de seriedade no exercício do cargo de delegado de polícia em Santarém, trabalhando diuturnamente com muito esforço, muita dedicação, para proporcionar à população santarena, clima de tranquilidade e paz, inversamente do que acontece nos dias atuais. Volte sempre.

PF liberta governador do Amapá e mais três

Por ordem do Superior Tribunal de Justiça, a Polícia Federal libertou na noite deste sábado, 18, o governador do Amapá, Pedro Paulo Dias (PP), o ex-governador Waldez Góes (PDT) e mais duas pessoas que cumpriam prisão temporária por envolvimento no esquema de desvio público e fraudes em licitações, desmantelado no Estado pela Operação Mãos Limpas.

Dias, que é candidato à reeleição e Góes, que disputa uma vaga no Senado, retomam a campanha, após dez dias presos.

O ministro João Otávio Noronha, que preside a investigação, decidiu, porém, transformar a prisão de outros dois em preventiva, com duração de 30 dias, por entender que, soltos, eles poderiam apagar provas e obstruir as investigações. São eles o secretário de Segurança do Amapá, Aldo Alves Ferreira, e o presidente do Tribunal de Contas do Estado, José Júlio de Miranda Coelho, agora deverão ficar presos por mais 30 dias. Mandou ainda prender outros dois que estavam soltos e determinou mais nove buscas e apreensões de documentos no estado.

Desencadeada no último dia 10, a operação prendeu 18 pessoas, acusadas de integrar um esquema de desvio de dinheiro público em escala sem precedentes no País.

Eles foram indiciados nos crimes de corrupção ativa e passiva, peculato, lavagem de dinheiro, ocultação de bens, tráfico de influência, fraude em licitações públicas e formação de quadrilha.

A PF estima que a quadrilha desviou em pouco mais de um ano cerca de R$ 300 milhões, de um total de R$ 800 milhões enviados pela União ao Amapá de 2009 a 2010.

Novas prisões

A Polícia Federal prendeu ontem (18) em Macapá, o chefe do serviço de inteligência do governo do Amapá, Jozildo Moura Santos, e o ex-secretário de Planejamento Armando Ferreira Amaral Filho.

Moura é acusado de ameaçar testemunhas das fraudes investigadas na Operação Mãos Limpas. Amaral Filho, ex-secretário do ex-governador Waldez Góes (PDT), é suspeito de esconder provas e, com isso, obstruir a ação da Justiça.

As prisões foram decretadas pelo ministro João Otávio Noronha, do Superior Tribunal de Justiça.