Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Noveleiras(os), atenção! No último capítulo de 'Amor eterno amor": Dimas mata Melissa e Fernando é internado num hospício

Elizabeth Jhin, a autora, já colocou o ponto final em "Amor eterno amor", que termina dia 7. A coluna teve acesso ao último capítulo e revela aqui os principais desfechos dos personagens. Melissa (Cássia Kiss Magro) consegue um habeas corpus e vai atrás de Rodrigo (Gabriel Braga Nunes) para matá-lo. Dimas (Luis Mello) se atraca com Melissa para defender o sobrinho e acaba matando a mulher. Dimas é preso, assim como Amparo (Mayana Neiva) e Solange (Sandra Corveloni).
Melissa morre
Melissa vai para um lugar sombrio e cheio de lama no mundo espiritual e encontra Virgílio (Osmar Prado) por lá. Já Verbena (Ana Lúcia Torre) recebe a notícia de Lexor (Othon Bastos) que vai voltar à Terra. Ela reencarnará na filha de Rodrigo e Miriam (Letícia Persiles). É claro que o mocinho da história salva Fernando (Carmo Dalla Vecchia) da morte. Mas assim que é salvo pelo primo, Fernando é internado num hospício. No fim, Rodrigo e Miriam descobrem que se amam de outras vidas, que ela era Elisa (Julia Gomes) e se casam.
Rodrigo e Miriam se casam
 Rodrigo é internado em hospício 
(Fonte: Coluna de Carla Bittencourt - jornal Extra)

Aposentados que ganham acima do mínimo vão ficar novamente sem aumento real em 2013

Por mais um ano consecutivo, os nove milhões de aposentados e pensionistas do INSS que ganham acima do salário mínimo (R$ 622) foram excluídos do pacote de bondades do governo federal — que contempla com aumentos várias categorias de servidores e trabalhadores que ganham o piso. Segundo a proposta de Orçamento enviada pela União ao Congresso Nacional, esses segurados da Previdência Social receberão — no salário de janeiro de 2013 — só a reposição da inflação, sem ganho real.
Dilma Rousseff se negou a negociar com aposentados
Dilma Rousseff se negou a negociar com aposentados
A política adotada pela presidente Dilma Rousseff — que já tinha negado qualquer possibilidade de negociar aumento com os aposentados do INSS — contribui para achatar ainda mais os benefícios. A cada ano, o poder de compra dos que ganham acima do mínimo despenca.

Se os 20 milhões de segurados que já recebem R$ 622 terão o mesmo aumento do piso — passando a receber R$ 670,95 (correção de 7,9%) —, os que ganham acima do mínimo terão somente o acumulado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) em 12 meses. Se fosse hoje, eles levariam apenas 5,36%.

Clonando Pensamento: Falta de humildade de João Paulo

"João Paulo Cunha e o PT fizeram pouco das instituições, com impressionante arrogância. Réu do mensalão, recandidatou-se a deputado federal. Até aí, vá lá… Não estava condenado. Ousado, embora respondesse a processo na corte suprema do país, foi feito pelo PT presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o que é, convenha-se, um escárnio. Achando que não era o bastante, decidiu que não era o caso de esperar a decisão do STF: candidatou-se à Prefeitura de Osasco. Não é mais candidato. Vai ter o mandato político cassado e estará inelegível por mais oito anos tão logo termine a cumprir a pena. Não está sendo punidos por sua arrogância, e sim pelos crimes que cometeu. De todo modo, precisa ser mais humilde." (Reinaldo Azevedo, colunista da revista Veja)

"O mensaleiro João Paulo Cunha demorou um dia para desistir da candidatura a prefeito de Osasco e cair fora da campanha eleitoral do PT. Enquanto a ficha não caiu, os companheiros sussurraram ─ com cara de enterro e voz de quem acha que o velório está demorando demais - o mantra de sempre: “É preciso esperar a hora dele”.

Defunto não escolhe a hora de baixar à sepultura. Na quarta-feira, assim que terminou a sessão do Supremo Tribunal Federal, alguém deveria ter contado ao deputado corrupto que fora punido por 8 ministros com a espécie de morte política que nem um mercadante consegue revogar. Na hipótese mais branda, João Paulo iria amargar alguns anos de prisão em regime semiaberto.

Admita-se que o eleitorado de Osasco fosse composto majoritariamente por napoleões-de-hospício decididos a instalar no comando da administração municipal um bandido juramentado. Nesse caso, a cidade seria governada durante o dia por um prefeito obrigado a recolher-se ao presídio no começo da noite e varar a madrugada numa cela".
(Augusto Nunes, colunista da revista Veja)

Promotor deve receber advogado sem hora marcada

O Conselho Nacional do Ministério Público aprovou, esta semana, por unanimidade, Resolução que assegura o direito do advogado ser recebido por promotores de Justiça, procuradores de Justiça e procuradores da República, “independente de horário previamente marcado ou outra condição”, observando-se apenas a hora de chegada.

O secretário-geral da OAB nacional, Marcus Vinicius Coêlho, representando o presidente da entidade, Ophir Cavalcante, na sessão do CNMP, ressaltou a importância do respeito às prerrogativas do advogado, como o direito de ser recebido em audiência por autoridades públicas. “O advogado é essencial ao devido processo legal, ao julgamento justo, à prevalência dos direitos do cidadão e, portanto, à preservação do Estado Democrático de Direito'', afirmou Marcus Vinicius durante a sessão.

A proposta de Resolução aprovada foi apresentada pelo conselheiro Fabiano Silveira, representante do Senado no CNMP. Ela estabelece que o advogado só não será recebido imediatamente se houver um motivo justificado, como o fato do membro do Ministério Público se encontrar em audiência judicial. Nessa hipótese, a Resolução determina que seja agendado “dia e hora para o atendimento, com a necessária brevidade”.A medida aprovada determina ainda que, em casos urgentes, “com evidente risco de perecimento de direito”, o atendimento fica garantido, inclusive em regime de plantão. De acordo com o regimento interno do CNMP, o membro do Ministério Público que descumprir uma Resolução do órgão pode sofrer uma representação disciplinar por conduta incompatível.  (Conjur)

Joaquim Barbosa quer propor nomes de futuros ministros do STF

Embalado pela vitória pessoal que vislumbra com a condenação dos réus da Ação Penal 470, o processo do mensalão, o ministro Joaquim Barbosa (foto), relator do caso no Supremo Tribunal Federal, já faz planos para seu mandato na Presidência da corte, a partir de novembro. Segundo a coluna da jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, o ministro pretende questionar a forma como são escolhidos colegas do STF pela Presidência da República.
O confronto anunciado encerra um enigma, uma curiosidade e dois paradoxos. Joaquim será o primeiro negro a presidir o Supremo. Dilma é a primeira mulher a presidir o país. Os valores agregados se equiparam, já que ambos têm voz ativa, autoridade e currículos correspondentes.

De acordo com a colunista, Joaquim Barbosa já tem uma lista de pelo menos dez nomes, “grandes juristas” do calibre de ministros como Celso de Mello, Carlos Ayres Britto e Cezar Peluso. Peluso deixa a corte em 3 de setembro, quando completa 70 anos e se aposenta compulsoriamente. Britto sai em novembro pelo mesmo motivo e Celso de Mello já anunciou que deixa o Supremo antes do prazo final de sua aposentadoria, em novembro de 2015.
 
Para Barbosa, diz a coluna, a seleção deve passar por uma consulta “completa, ampla e de alto nível”, com nomes "de fora desse microcosmo de Brasília, desse mundinho em que ministros vêm sendo escolhidos ultimamente". A escolha, defende o ministro, deve recair sobre nomes "desvinculados dos interesses da máquina estatal e dos interesses privados" de grandes bancas de advocacia.

"A Nina é a Nina e eu sou eu", diz Xuxa sobre comparações

Desde que ficou morena, Xuxa virou um dos assuntos mais comentados do momento. A mudança de visual da Rainha dos Baixinhos, causou, inclusive, comparações entre ela e a atual mocinha da novela Avenida Brasil, a Nina, interpretada pela atriz Débora Falabella. "O mundo todo gira em torno disso agora. A Nina é a Nina e eu sou eu", comentou durante sua passagem pela feira de moda em cabelo Hair Fashion Show, que aconteceu em São Paulo, na noite de ontem (30).
 Foto: Amauri Nehn e Francisco Cepeda  / AgNews 
 Xuxa causou frisson com seu novo visual 
 Time de famosas marcou presença no Hair Fashion Show na noite desta quinta-feira (30), na capital paulista Foto: Amauri Nehn e Francisco Cepeda  / AgNews
Time de famosas marcou presença no Hair Fashion Show
A apresentadora, que pintou as madeixas de castanho escuro no último dia 22 de agosto para uma campanha promocional da marca de cosméticos Wella, disse que não só na rua as pessoas estranharam o novo visual. Em casa, sua filha, Sasha, demorou um pouco para se acostumar com a mudança. "Agora ela já se acostumou com o cabelo, mas no começo falava: ‘cadê minha mãe?”.

Sobre a percepção dos homens quanto à sua fase morena, Xuxa disse que eles sempre gostaram dela loira e nunca perguntaram se ia mudar a cor do cabelo. Mas, agora, aqueles que preferem as morenas, estão olhando com outros olhos para a ex-modelo. "Agora tem os dois lados, tanto os que gostam de loira, como os que gostam de morena", comentou.

Clonando Pensamento: Eleiçõem 2012 em Santarém

De Eduardo Fonseca, advogado e colunista do jornal O Impacto:
"Alguns candidatos estão cantando a cantiga da perua e o samba de uma nota só: saúde, educação, infraestrutura e segurança. E o resto? Os candidatos a Prefeito nenhum deles, até agora falou como vai atrair indústrias para cá, para dar emprego e renda ao santareno e deixá-los aqui na Cidade, que é considerada uma cidade universitária, também. E por isso, estamos exportando mão de obra qualificada por falta de opção para que esses profissionais permaneçam aqui.

(...) Os prefeitos não andam a pé. Só nas caminhadas em campanhas, quando são muito populares, solícitos, afetivos e risonhos".

Governo prepara intervenção em empresas elétricas em dificuldade. A CELPA é uma delas.

A Medida Provisória 577, publicada ontem (30) no ‘Diário Oficial’ da União, abriu espaço para intervenções do governo federal nas companhias elétricas que estão com situação financeira ruim. Sem a possibilidade de entrar com pedido de recuperação judicial ou extrajudicial, a partir de agora qualquer empresa inadimplente com o Estado será candidata à intervenção da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) - o que pode ocorrer em breve. 

Um dos principais atingidos pela medida deve ser o grupo Rede Energia, que detém a concessão de nove distribuidoras nas Regiões Norte, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. Segundo a Aneel, apenas duas distribuidoras do grupo estão em dia com os encargos federais (Enersul e Companhia Nacional de Energia Elétrica). Todas as outras têm alguma pendência com o governo e estão impedidas de aplicar os reajustes anuais de tarifas, o que complica ainda mais a situação das empresas e pode comprometer o serviço prestado.
Em alguns casos, os indicadores de qualidade - que medem o tempo que o consumidor fica sem energia - estão bem acima do limite estabelecido pela Aneel. É o caso da Celpa, distribuidora do Pará, em recuperação judicial desde fevereiro. No ano passado, os clientes da empresa ficaram sem luz 71 horas acima do limite estabelecido pela agência. Por causa da distribuidora paraense, afirma um especialista, a holding estaria comprometendo as contas das demais empresas do grupo.

Insatisfação - Segundo fontes em Brasília, a presidente Dilma Rousseff tem demonstrado insatisfação com os rumos do grupo e teme que a situação piore ainda mais nas outras empresas da Rede. Por isso, já estaria com processo de intervenção preparado para breve. Não está decidido se a Celpa seria ou não alvo dessa intervenção, já que a empresa tem proposta de compra da Equatorial Energia. O plano da companhia para assumir a concessionária do Pará deverá ser avaliado hoje pela Aneel, em reunião extraordinária. A Rede não quis comentar o assunto.

Se optar pela intervenção, a Aneel nomeará um executivo que terá um ano (prorrogável) para fazer o trabalho. Os acionistas da concessionária terão 60 dias para apresentar um "plano de recuperação e correção das falhas e transgressões que ensejaram a intervenção". "Entende-se como mais adequado às especificidades dessas concessões que a recuperação (da empresa) se dê sob o regime da intervenção", disse o Ministério de Minas e Energia, em nota.

Caso os planos de ajustes não sejam cumpridos durante a intervenção, o órgão regulador poderá declarar a caducidade da concessão, assumindo assim a responsabilidade pelo serviço prestado. Segundo o ministério, a medida provisória foi feita porque havia essa lacuna na legislação. A mudança permite ao governo assumir o controle ou nomear um controlador para os ativos das concessões nos casos de caducidade ou revogação, até que uma nova licitação seja feita.  (Estadão)

No blog do Claudio Humberto:

 STF: Lewandowski cometeu ‘harakiri biográfico’
Durante intervalo na sessão de ontem do Supremo Tribunal Federal, um dos seus mais importantes ministros não precisou recorrer a expressões tão líricas quanto firmes, que usa em suas intervenções, para definir o papel do colega Ricardo Lewandowski, ministro revisor que tentou absolver acusados do mensalão. “Ele cometeu um harakiri biográfico”, disse a um colega, com seu acentuado sotaque regional. Chamam de harakiri um ritual de suicídio de samurais japoneses.
Pergunta suprema
Após assistir a 6 dos 8 ministros que nomeou para o STF condenando a companheirada, Lula ainda insistirá que o mensalão não existiu?


Guerrilha do Araguaia: Sebastião Curió agora é réu por crime de sequestro

A Justiça Federal de Marabá, no Pará, recebeu as denúncias do Ministério Público Federal contra o coronel da reserva do Exército brasileiro Sebastião Curió Rodrigues de Moura (foto) e o major da reserva Lício Augusto Maciel. Os dois são acusados de sequestro qualificado de militantes capturados durante a repressão à guerrilha do Araguaia na década de 70, e até hoje desaparecidos. A juíza Nair Pimenta de Castro, da 2ª Vara Federal em Marabá, considerou presentes os requisitos para transformar os militares nos primeiros réus da Justiça brasileira por crimes cometidos durante a ditadura.
Sebastião Curió comandou a repressão à guerrilha do Araguaia usando o codinome de doutor Luchini, e é acusado dos sequestros de Maria Célia Corrêa (Rosinha), Hélio Luiz Navarro Magalhães (Edinho), Daniel Ribeiro Callado (Doca), Antônio de Pádua Costa (Piauí) e Telma Regina Cordeira Corrêa (Lia). Todos eles foram capturados por tropas comandadas por Curió, entre janeiro e setembro de 1974, e, após terem sido levados às bases militares coordenadas por ele e submetidos a “grave sofrimento físico e moral”, desapareceram. 

Lício Augusto Maciel usava, na época da repressão à guerrilha, o codinome de doutor Asdrúbal, e foi responsável pela captura de Divino Ferreira de Souza, o Nunes, ilegalmente detido pelo exército em 1973. De acordo com as investigações do MPF, Divino foi emboscado no dia 14 de outubro de 1973 pelos militares chefiados por Lício, quando estava ao lado de André Grabois (o Zé Carlos), João Gualberto Calatroni (o Zebão) e Antônio Alfredo de Lima (o Alfredo). Apesar de ferido, Divino foi interrogado e submetido a grave sofrimento físico em razão da natureza da detenção. Após isso, não foi mais visto.  

Para o MPF a responsabilização penal de Sebastião Curió e Lício Maciel é obrigação do Estado brasileiro diante da sentença da Comissão Interamericana de Direitos Humanos sobre o tema, e não contradiz a Lei de Anistia ou o julgamento do Supremo Tribunal Federal. Os procuradores responsáveis pelos dois casos sustentam as acusações em investigações próprias e apontam os acusados como responsáveis por crimes contra a humanidade.(Estadão)

No blog do Giba Um

Apoio de ministra
O deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP), primeiro político condenado pelo Supremo por peculato e corrupção passiva, ganhou há dias um depoimento de apoio à sua candidatura a prefeito de Osasco, ao lado de São Paulo, da ministra do Planejamento, Miriam Belchior. No vídeo, ela diz que “o país melhorou a economia, gerou mais empregos e criou estratégias  para aumentar o salário mínimo todos os anos”. E destaca que “é muito importante eleger João Paulo prefeito da cidade” porque é preciso “continuar com o modo petista de governar”.
Cachês iguais
Há dias, na Casa Fasano, em São Paulo, estavam reunidos, para uma palestra sobre economia, meio ambiente, rumos do Brasil, Estados Unidos e China e recuperação da Europa, três pesos-pesados: Bill Clinton, Fernando Henrique Cardoso e Tony Blair. A promoção era do banco ItaúBBA. Detalhe: os três receberam cachês rigorosamente iguais de US$ 220 mil. Aliás, essa foi uma condição imposta, com a devida antecedência, pelo próprio FHC. Virou um cachê coletivo recorde de cerca de R$ 1,3 milhão.
Analfabyte
Antonio Fagundes, o coronel Ramiro Bastos de Gabriela, deu entrevista a Bianca Ramoneda e declarou-se um “analfabyte”. Não tem computador e acha que a internet mudou o modo de ler (“as pessoas não lêem mais da esquerda para direita, mas de cima para baixo”).
Histórica
José Dirceu ligou para seu advogado José Luis de Oliveira Lima, o Juca, depois da condenação do deputado João Paulo Cunha, para perguntar se procedia um comentário do ministro Marco Aurélio Mello depois da sessão do mensalão. Mello disse: “Vendo o Tribunal com essa coesão, imagino que se delineie uma condenação para ficar na história”. Oliveira Lima afirmou que, até onde tinha conhecimento, a frase de Marco Aurélio era essa mesma. Resumo da ópera: malgrado a força que vem recebendo, por telefone, todos os dias, de Lula, Dirceu está apavorado.
Olho em Fátima
Pânico na equipe do programa matinal de Fátima Bernardes, que não decolou até agora, ficando em segundo lugar na audiência: parte dele será afastada e substituída. Nos bastidores da Globo, pela primeira vez, a direção começou a questionar se o alto investimento no programa da ex-âncora se justifica. A produção também já chegou à conclusão que, vira e mexe, é difícil para ela improvisar, devido a muitos anos de teleprompter.

UFPA: A Greve continua

Os professores da Universidade Federal do Pará (UFPA) decidiram pela manutenção da greve por tempo indeterminado. A decisão foi aprovada, na manhã de ontem, durante assembléia da categoria, no hall da reitoria da instituição de ensino. Dos cerca de 200 professores presentes na reunião, apenas sete votaram contra a continuidade do movimento. A categoria quer pressionar o Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consep) a adiar a data de aplicação das provas do vestibular 2013. O Consepe volta a se reunir no próximo dia 11 de setembro.

O Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) contabilizava, até o início desta semana, cerca de 60 universidades federais em greve.

Dessas, a UFPA é a 23ª universidade a votar pela permanência do movimento após a assinatura do acordo feito entre governo e Sindicato de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes), no dia 13, que acertava reajustes para a categoria entre 15% a 45%, pagos em três anos, além de outros benefícios. O acordo deveria por fim às paralisações.

A professora do curso de biblioteconomia Telma Sobrinho foi uma das que acompanhou a assembléia e decidiu votar a favor da manutenção da greve, por entender que o reajuste salarial concedido pelo governo 'é um desrespeito aos professores universitários'. Na opinião dela, o percentual não é o suficiente. Ela afirma que a remuneração recebida, hoje, não a permite se manter atualizada, com cursos de pós-graduação. Ela cita, como exemplo, o custo para fazer um doutorado, de R$ 1,5 mil mensais.

'Os percentuais apontados serão pagos em três anos. E só terão direito ao reajuste de 45% os professores que estão no topo ou no final da carreira, ou seja, os que têm doutorado. Querem que a gente tenha doutorado e não nos dão condição', enfatizou Telma Sobrinho.

Categoria se mobilizará para forçar nova data para provas

A diretora Geral da Associação dos Docentes da UFPA (Adufpa), Rosimê Meguins, adiantou que, na próxima reunião do Consep, a categoria estará mobilizada para pressionar pela mudança na realização das provas do vestibular.

'Na última reunião do conselho, segunda-feira passada, apresentamos ao reitor e aos demais membros, a incoerência de se manter o vestibular para dezembro, considerando que nem mesmo o calendário das atividades da universidade teria sido resolvido, o que só será possível com o fim da greve', declarou a sindicalista.

O entendimento da categoria é que o calendário do ano de 2012 será concluído apenas em 2013.

Dentre os alunos da UFPA, há divergências sobre a continuidade da greve. Para a estudante Dhessy de Fátima Cardoso, aluna do curso de pedagogia no campus Abaetetuba, o movimento é importante, embora provoque prejuízos aos universitários.

'Para manter a qualidade do ensino, é preciso ter esse tipo de atitude. Os problemas são muitos nas universidades', afirma a estudante.

Resposta - Em nota, a Reitoria da Universidade Federal do Pará (UFPA) esclarece que respeita o direito de greve dos docentes da Universidade, que é um direito constitucional. A decisão de aderir ou não ao movimento é de cada docente. A UFPA, contudo, garantirá o funcionamento das atividades da Instituição.

A Reitoria informa, ainda, que está acompanhando as discussões e que confia no diálogo entre os sindicatos e o governo federal como caminho para a obtenção de melhores condições de trabalho e remuneração nas instituições públicas de ensino superior.  (Jornal Amazônia)

No Pará, chamadas são gratuitas nos orelhões

O paraense pode fazer ligações locais para telefones fixos gratuitamente, sem precisar de cartões, nos telefones públicos operados pela Oi. A medida começou a valer ontem, como punição aplicada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) à empresa por não cumprir a meta de manter funcionando e revitalizar pelo menos 90% da planta de telefones de uso público (TUPs) e garantir a densidade de quatro TUPs para cada mil habitantes, como prevê o decreto nº 7.512 de 2011. 

Enquanto a operadora não atingir essas metas, as ligações efetuadas a partir de orelhões serão gratuitas. O benefício será encerrado se as metas de revitalização e operacionalidade dos telefones públicos forem atingidas antes de 30 de outubro e se as metas de adequação da densidade também estiverem superadas até 31 de dezembro.

Ontem, no primeiro dia de validade das ligações gratuitas, muitos usuários ainda desconheciam o benefício, mas aprovaram a novidade, que torna o telefone público realmente útil.

Militares terão aumento de 30%

Os militares terão 30% de reajuste salarial, a partir de primeiro de março de 2013. Ao contrário do que desejava a categoria, que queria um aumento maior na primeira parcela, já que consideram que os valores que recem atualmente estão muito defasados em relação às demais carreiras de Estado, o reajuste será parcelado igualmente em três vezes. Serão pagos em primeiro de março de 2013, 2014 e 2015. O aumento será linear para todos os postos. O anúncio foi feito pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, na tarde de ontem (30)..

Inicialmente, os estudos enviados pelo Ministério da Defesa ao Planalto, pediam reajustes na casa de 45%. Embora reconhecendo que os militares precisavam ser contemplados com aumentos diferenciados, a presidente Dilma Rousseff e a área econômica consideravam a reivindicação acima das possibilidades do governo.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Mensalão: Nova ´fatia` do julgamento é apresentada por Joaquim Barbosa

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia e Joaquim Barbosa durante julgamento do mensalão

Na sessão de hoje, do STF, o Ministro-Relator, Joaquim Barbosa, retomou a palavra para relatar e votar nova 'fatia' do julgamento do mensalão, desta vez analisando acusações de gestão fraudulenta contra antiga cúpula do banco.
Leia também:

Torcedores do Santos picham CT e assustam Ganso com protestos

Os protestos da torcida do Santos contra Paulo Henrique Ganso não aconteceram apenas na Vila Belmiro, onde a equipe foi derrotada por 3 a 1 pelo Bahia, na noite de quarta-feira, em partida válida pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após o jogo, torcedores também expuseram a ira ao jogador na saída do estádio e também no CT Rei Pelé, o que assustou ainda mais o meia.
 Ganso é vaiado na Vila - Alex Silva/AE
Ganso é vaiado na Vila
Dentro da Vila, Ganso já havia sido alvo de gritos de "mercenário", "fora, Ganso", além de uma "chuva de moedas". E os protestos continuaram fora do estádio. Na saída dos jogadores do vestiário, o santista voltou a ser xingado e ameaçado. Já no CT do clube, para onde os atletas foram levados após a partida, Ganso também foi alvo de protestos. O jogador, que tem segurança particular, ficou assustado com a manifestação. Por isso, demorou bem mais tempo do que o normal para deixar o local, temeroso pela sua segurança. 

Durante a madrugada, o muro do CT do Santos, que expõem imagens de jogadores e momentos históricos do clube, foi pichado com a inscrição "fora, Ganso", além de um cifrão, em suposta alegação de que o jogador seria mercenário. O Santos ainda não se pronunciou oficialmente sobre os protestos da quarta, apesar de o técnico Muricy Ramalho e de os jogadores terem saído em defesa de Ganso após o jogo contra o Bahia. A diretoria também não se manifestou sobre a decisão de reforçar a segurança do jogador. 

A crise entre Santos e Ganso não é recente, mas se intensificou nos últimos dias, após o São Paulo revelar interesse em sua contratação. Em entrevista recente, o jogador declarou que "seria um prazer" atuar pelo clube do Morumbi, o que irritou dirigentes e torcedores. Também mesma entrevista, Ganso ressaltou seu compromisso com o clube da Baixada. O contrato vai até 2015.

A diretoria interpretou como um declaração de que ele desejava mudar de time e soltou uma nota oficial em que criticava o jogador, o que pode ter contribuído para inflamar os ânimos da torcida. Como o meia está assustado, os protestos podem influenciá-lo a deixar o clube.

MP proíbe recuperação judicial da Celpa

A Medida Provisória 577, publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial da União, impede que concessionárias e permissionárias do setor entrem em regimes de recuperação judicial ou extrajudicial. "Entende-se como mais adequado às especificidades dessas concessões e permissões que essa recuperação se dê sob o regime da intervenção", afirmou, em nota, o Ministério de Minas e Energia (MME).

Embora o Ministério não tenha feito menção no documento, essa alteração está diretamente relacionada com as Centrais Elétricas do Pará (Celpa), que entrou em recuperação judicial em fevereiro deste ano. A distribuidora paraense - controlada pela Rede Energia - está atolada em dívidas e foi duramente criticada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) por ter incluído no processo judicial também os débitos referentes a encargos setoriais. A expectativa é de que o Grupo Equatorial conclua nos próximos dias a aquisição do controle da companhia.

Estacionamento de veículos: CTBel faz cadastro de idoso e pessoas com deficiência

A Companhia de Transportes do Município de Belém (CTBel) realiza a partir desta quinta-feira (30), o cadastramento da Credencial de Estacionamento de Veículos destinada aos idosos a partir de 60 anos, às pessoas com deficiência e também às com dificuldade de locomoção que residam na capital paraense.

Esta credencial é uma autorização especial para o estacionamento de veículos conduzidos por idosos, por portadores de deficiência, pessoas com dificuldade de locomoção ou quem os transportem em vias e logradouros públicos, em vagas especiais, devidamente sinalizadas para este objetivo. A credencial é uma das exigências para o cumprimento das Resoluções 303 e 304 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que tratam sobre o estacionamento de veículos de ambas as categorias em vias públicas.

Para ter direito ao benefício, o usuário deve procurar o posto da Coordenadoria de Atendimento ao Usuário da CTBel, localizado na avenida Bernardo Sayão, 2072, bairro do Jurunas, de segunda a sexta-feira, de 8h as 13h. A pessoa deve preencher o formulário, anexar os documentos necessários à solicitação da Credencial de Estacionamento e se dirigir ao protocolo geral do órgão para registrar a sua solicitação.
É importante ressaltar que a propriedade do veículo deve estar em nome do idoso ou da pessoa com deficiência e com dificuldade de locomoção.
Documentos necessários:
A pessoa idosa, na condição de motorista, deve apresentar o formulário de solicitação da Credencial de Estacionamento; Carteira Nacional de Habilitação (CNH); Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) e comprovante atualizado de residência no município de Belém. Na condição de passageiro, os documentos são o formulário de solicitação; documento oficial de identificação com foto; comprovante de residência atualizado; e o CRLV.

Para o usuário com deficiência e com dificuldade de locomoção, na condição de motorista, a CTBel exige o formulário de solicitação de Credencial de Estacionamento; CNH: comprovante de residência atualizado; CRLV; e laudo médico emitido pela junta médica do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran-PA), contendo uma descrição detalhada e técnica sobre a restrição física ou mental, com respectivo Código Internacional de Doenças (CID).

Na condição de passageiro, exige-se formulário de solicitação de Credencial de Estacionamento; documento oficial de identificação; comprovante de residência atualizado; CRLV; laudo médico de junta médica, com descrição detalhada e técnica sobre restrição física e mental, inclusive o CID.

Orçamento prevê salário mínimo de R$ 670,95 em 2013

A proposta de orçamento federal para 2013, entregue nesta quinta-feira (30) ao presidente do Senado, José Sarney, prevê que o salário mínimo seja de R$ 670,95, uma alta de 7,9% em relação a 2012, informou o Ministério do Planejamento. O valor é superior ao da Lei de Diretrizes Orçamentárias, que apontava um mínimo de R$ 667,75.

Ao entregar o documento, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, afirmou que o orçamento previsto para o próximo ano é de R$ 2,140 trilhões. A ministra informou também que as áreas prioritárias contempladas no orçamento são a saúde, educação, o programa Brasil sem Miséria e o PAC.

O REMO, essa paixão

No blog Espaço Aberto:

Olhem só.
Vejam como é a parada.
Mangueirão. Belém do Pará.
Remo 2 x 1 Vilhena-RO, ontem à noite.
Jogo válido pela 4ª Divisão do Campeonato Brasileiro.
Torcedores presentes: 21 mil.
Engenhão. Rio de Janeiro.
Fluminense 1 x 1 Corinthians.
Jogo válido pela Série A do Campeonato Brasileiro.
Dois times de elite.
Um, o Corinthians, apontado como o que tem a segunda maior torcida do país, é o atual campeão da Libertadores da América.
O outro, o Flu, é um dos times de maior torcida do Rio, atual campeão carioca e tricampeão brasileiro, título conquistado em 2010.
Público presente no Engenhão: 9 mil torcedores.
Esse contraste mostra que alguma coisa está errada.
Mas o certo é o seguinte: o Leão tem uma torcida apaixonada.
Vamos e convenhamos que sim.
É fato.
Incontestável!

ACES promove palestra de jornalista global

Amanhã (31), o jornalista Mauro Anchieta fará palestra no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Santarém - ACES. 
Em janeiro do ano passado, prestei, neste blog, uma homenagem (mostrada abaixo) a este competente profissional que ama Santarém, terra natal de sua mãe.

Gente que brillha: MAURO CUNHA ANCHIETA

Mauro Cunha Anchieta, jornalista e repórter da Rede Globo, atua na TV Bahia, afiliada da Rede Globo. É filho do meu amigo e ex-colega do BASA, Licurgo Anchieta Filho, craque de futebol que brilhou no extinto América Futebol Clube, de Santarém. Sua mãe, Marly, é filha do saudoso casal "Seu" Cunha e "Dona" Jasiva.

E.B.C.T lançará selo remista

No Repórter 70 - jornal O Liberal:
O Clube do Remo será tema de selo personalizado produzido pelos Correios. O lançamento ocorrerá em cerimônia especial amanhã, na sede social do clube, perpetuando, digamos, uma das mais importantes instituições do Estado do Pará.
E mais...
O relatório da Auditoria do Tribunal de Contas do Estado feita no ano de 2010, na administração de Domingos Juvenil na Assembléia Legislativa do Pará, constatou um desvio na ordem de R$ 82.745.771,46.
==
A TV Liberal promoverá debate entre os principais candidatos a prefeito de Belém no dia 4 de outubro, logo após a novela Avenida Brasil.
==
O Maestro Isoca será agraciado pelo Tribunal Regional do Trabalho com a medalha Jus et Labor, post mortem, dia 17 de setembro. A homenagem ocorre no centenário de nascimento do compositor santareno.

Governo prorroga IPI menor para carros, linha branca e móveis

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou nesta quarta-feira (29) a prorrogação da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para vários setores, entre eles a linha branca e os automóveis. O benefício começaria a vencer na próxima sexta (31).

Para os produtos da chamada linha branca – que inclui fogões e geladeiras – o benefício foi prorrogado até dezembro. No caso dos veículos, o IPI menor foi estendido até outubro.

 O ministro também anunciou a prorrogação do corte do IPI para móveis, painéis e laminados, para materiais de construção e para bens de capital. Para esses setores, o benefício venceria entre setembro e dezembro. Em alguns casos, a prorrogação vai até o fim de 2013.
Mais aqui >Governo decide prorrogar IPI menor para carros, linha branca e móveis

Série "D": Leão garante o 1º lugar

Foi sofrido e com direito a alguns sustos, mas o Remo garantiu na noite de ontem a classificação e a primeira colocação do Grupo A1 da Série D do Campeonato Brasileiro. No primeiro jogo de Marcelo Veiga no banco de reservas, a equipe azulina venceu o Vilhena-RO, por 2 a 1, no Mangueirão. Assim, a equipe remista chegou aos 16 pontos (contra 15 do adversário) e garantiu o direito de decidir em casa o mata-mata válido pela segunda fase. O adversário será o Mixto-MT, vice-líder do Grupo A2. O jogo de ida será domingo, em Cuiabá, e a volta no dia 9, em Belém.
Os herois da classificação azulina foram o atacante Fábio Oliveira e o zagueiro estreante Raphael Andrade, que marcaram os gols para os donos da casa. O atacante Adriano, que entrou na segunda etapa, descontou para os rondonienses aos 39, tornando dramático o final da partida.

Renda: R$ 165.670,00.
Público: 17.792 pagantes (total: 21.037).

Sensacional !!!

Petistas temem ‘efeito dominó’ após condenação

A cúpula do PT e o governo da presidente Dilma Rousseff temem o "efeito dominó" da condenação do deputado João Paulo Cunha (PT-SP) no processo do mensalão. A preocupação é que, se for por terra o argumento do caixa 2 petista para alimentar campanhas políticas de aliados, ministros do Supremo Tribunal Federal passem a condenar todos os homens do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entre eles José Dirceu (foto). 

Argumentação de ministros traz risco para Dirceu - Ed Ferreira/AE
Braço direito de Lula na Casa Civil, entre 2003 e 2005, Dirceu foi apontado pela Procuradoria-Geral da República como "chefe de organização criminosa" instalada no governo àquela época. Amigo do então presidente, João Paulo comandava a Câmara dos Deputados, José Genoino dirigia o PT e Delúbio Soares cuidava do cofre petista. 

Em conversas reservadas, ministros de Dilma afirmam que uma eventual punição para o grupo de Lula - e principalmente para Dirceu, considerado "réu símbolo" do processo - representa a condenação moral do governo dele. No Palácio do Planalto, a estratégia consiste em manter a presidente distante do julgamento no Supremo, como se nada se passasse do outro lado da Praça dos Três Poderes com o partido dela. Na prática, porém, Dilma tem acompanhado tudo sobre as sessões no STF e mais de uma vez já confessou estar preocupada com Genoino, que é atualmente assessor do Ministério da Defesa. Se João Paulo perder o mandato de deputado, Genoino é o suplente na fila para assumir a cadeira dele na Câmara. Mas, caso seja condenado, pode não chegar lá. A situação aflige Dilma.(Estadão)

Brasileirão - Série "A"

Clique nas manchetes e saiba tudo sobre a comoetição:

Viviane Araújo vence a ´Fazenda 5`

Se não foi uma das mais surpreendentes, esta quinta edição do reality rural da Record 'A fazenda' pode ser considerada aquela em que o público foi mais decidido (e incisivo) em sua escolha. Pois desde a primeira semana da atração, em todas as enquetes online, o nome de uma participante já despontava como favorita absoluta ao prêmio de R$ 2 milhões: Viviane Araújo. E, ontem (29), foi a vitoriosa.
.
A rainha de bateria do Salgueiro venceu esta temporada do programa, com 84% dos votos populares, derrotando, na grande final, Felipe Folgosi e o performer Léo Áquilla. Mas, em detalhes, qual a principal razão deste favoritismo tão avassalador de Vivi desde o início da jornada de 'A Fazenda'?
Viviane Araújo, a grande vencedora de 'A Fazenda 5': público concede redenção à musa
Considerada por muitos injustiçada após o término de seu relacionamento com o cantor Belo, o qual teve apoio de Viviane durante todo o imbróglio em torno de sua prisão, a modelo foi, de certa forma, acolhida pelo público, sendo encarada como uma mulher forte que, por amor, esteve ao lado de seu amado nos momentos mais difíceis e, no fim das contas, teve como recompensa a traição e o abandono. Mesmo assim, Viviane não encarnou o papel de 'coitada' e seguiu em frente, brilhando no Carnaval, tornando-se respeitada no mundo do samba e se consagrando como a mais querida rainha de bateria da folia carioca (basta perguntar a qualquer folião da Cidade Maravilhosa).
Com 'A Fazenda', não só o Rio de Janeiro, como todo o país decidiu acolher Vivi, concedendo a ela não só o prêmio em dinheiro, como uma espécie de redenção, após todo o drama vivido por ela. Um final perfeito escolhido por uma população que, como a gente sabe, adora uma novela. E mais: não abre mão de um final feliz. (Fonte: JB)

Lei de Acesso a Informação ´não pegou` no MP


Contrariando o princípio da “transparência”, que tanto inspirou ações de procuradores na Justiça, o Conselho Nacional do Ministério Público interpretou de modo particular a Lei de Acesso à Informação. Ao contrário dos demais órgãos, obrigados a divulgar nominalmente os valores dos salários, o CNMP enxergou certa “exigência de individualização” na lei para limitar a divulgação às matrículas. A decisão do CNMP ocorreu terça (28) na “calada da noite”, conforme expressão muito utilizada pelo Ministério Publico em suas denúncias. Sempre ativo na pregação de transparência, o CNMP demorou a “regulamentar” a lei federal, em vigor desde novembro de 2011. (No blog do Claudio Humberto)

No blog do Giba Um:

Fronha milagrosa
Valdemiro Santiago, dono da Igreja Mundial do Poder de Deus, que já vende a seus fiéis, o famoso martelinho que afasta correntes do mal e a não menos famosa toalhinha, que provoca até curas, acaba de lançar novo produto em suas pregações. É a chamada fronha milagrosa dos sonhos, com a qual o seguidor acaba com vícios, arruma emprego e igualmente se livra de outros problemas de saúde. Nas reuniões de fé, a fronha está sendo vendida a R$ 91. Nos sites de grandes lojas de cama, mesa e banho, há oferta de fronhas de percal a R$ 14,90. Em outros tecidos, menos do que isso.
Generosa
Denise Rocha (foto), advogada, ex-assessora jurídica do senador Ciro Nogueira (PP-PI) e estrela da próxima edição de Playboy, experimenta seus 15 minutos de fama: já foi ao programa de Amaury Jr. e deverá fazer um tour por outros, para alavancar as vendas da revista masculina onde exibe suas intimidades e aparece até acorrentada. E pediu aos editores de Playboy que enviem a cada um dos senadores “que não mexeram uma palha” na defesa dela, um exemplar de cortesia. Com exceção de alguns, a nova celebridade instantânea acha a maioria “uns babões”.
Denise Rocha em imagem de divulgação do ensaio para revista masculina (Foto: Divulgação/Playboy) 
Denise Rocha em imagem de divulgação do ensaio para a Palyboy
Carmen 2014
Depois de condenar alguns mensaleiros, cresce na internet – e especialmente entre as mulheres – o volume de admiradores da ministra Carmen Lucia, do Supremo Tribunal Federal. Seu currículo é repassado por blogs, sites e até já existe uma corrente defendendo o lançamento de seu nome para a Presidência da República em 2014. Também a ministra Rosa Weber tem sido aplaudida na rede.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Cães estão proibidos de circular em praças públicas de Belém

A praça Batista Campos, em Belém é uma das mais procuradas por moradores que querem beber água de coco, caminhar, namorar e também passear com seus animais de estimação. Porém, desde a semana passada, a praça está com placas alertando para uma lei municipal que proíbe a circulação de cães nos horários de maior visitação do espaço público.
 Placa indica a proibição na praça Batista Campos, em Belém. (Foto: Thais Rezende/ G1 PA) 
Placa indica a proibição na praça Batista Campos,
em Belém.
 As placas indicam que os cães não podem circular na praça de 6 as 9h e de 16 às 20h, de acordo com a Lei municipal 7831, de 30/04/1997. Segundo a lei, o descumprimento da ordem implicará em advertência e multa em caso de reincidência. Quando o infrator for menor de idade, caberá o pagamento da multa aos seus  responsáveis. Já a Lei 8249/03 prevê o recolhimento dos dejetos por parte dos donos dos bichos.
O beagle Dick e todos os outros cachorros estão proibidos de circular em praças públicas do município. (Foto: Thais Rezende/ G1 PA)
Cachorros estão proibidos de circular em praças públicas do município de Belém
 A Guarda Municipal, responsável pela segurança do espaço, orienta os transeuntes. “Fazemos a abordagem, em um trabalho de orientação. As pessoas já sabem da lei por causa das placas, mas muitos não levam a sério”, conta o guarda M. Silva.  (G1PA)

Clonando Pensamento: Magistrado não condena por ódio

"O magistrado não condena ninguém por ódio. Na verdade, as condenações são imposição da consciência do magistrado não apenas do ponto de vista funcional, mas também do ponto de vista ético, do ponto de vista pessoal em que o magistrado condena, primeiro, por uma exigência de Justiça. Em segundo, porque reverencia a lei que é a salvaguarda e a garantia da própria sociedade em que todos vivemos" (Ministro Cezar Peluso, em seu voto sobre o mensalão)

Dilma sanciona lei que cria cota de 50% nas universidades federais

A presidente Dilma Rousseff sancionou nesta quarta-feira (29), com apenas um veto, a lei que destina 50% das vagas em universidades federais para estudantes oriundos de escolas públicas.

De acordo com a lei, metade das vagas oferecidas serão de ampla concorrência, já a outra metade será reservada por critério de cor, rede de ensino e renda familiar. As universidades terão quatro anos para se adaptarem à lei. Atualmente, não existe cota social em 27 das 59 universidades federais. Além disso, apenas 25 delas possuem reserva de vagas ou sistema de bonificação para estudantes negros, pardos e indígenas.

A cota racial será diferente em cada universidade ou instituto da rede federal. Estudantes negros, pardos e índios terão o número de vagas reservadas definido de acordo com a proporção dessas populações apontada no censo do IBGE de 2010 na unidade da federação em que está a instituição de ensino superior.

As demais vagas reservadas serão distribuídas entre os alunos que cursaram o ensino médio em escola pública, sendo que no mínimo metade da cota (ou 25% do total de vagas) deverá ser destinada a estudantes que, além de ter estudado em escola pública, sejam oriundos de famílias com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio per capita. A proposta exige que as instituições ofereçam pelo menos 25% da reserva de vagas prevista na lei a cada ano.

Segundo informou a ministra da Igualdade Racial, Luiza Bairros, Dilma fez apenas uma alteração no texto aprovado pelo Senado no último dia 7 e determinou que a seleção dos estudantes dentro do sistema de cotas seja feita com base no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Dilma vetou o artigo 2º do texto, que previa que a seleção dos estudantes pelo sistema de cotas será feita com base no Coeficiente de Rendimento (CR), obtido a partir da média aritmética das notas do aluno no ensino médio.

“Foi um veto que resultou de uma opinião unânime do governo federal na medida que o MEC (Ministério da Educação) tem trabalhado para constituir o Enem como a forma universal de acesso a universidades federais”, afirmou Luiza Bairros.

A lei deverá ser publicada no “Diário Oficial da União” desta quarta-feira (29), data a partir da qual começa a contar o prazo de quatro anos para as universidades se adaptarem à lei. (G1)

Mensalão: Peluso vota por condenar Cunha, Pizzolato e grupo de Marcos Valério

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Cezar Peluso votou nesta quarta-feira (28) pela condenação do deputado federal João Paulo Cunha no processo do mensalão nos crimes de corrupção passiva (receber vantagem indevida) e peculato (desviar recursos na condição de servidor). Ele também decidiu condenar Marcos Valério e os sócios Cristiano Paz e Ramon Hollerbach por corrupção ativa (oferecer vantagem indevida) e peculato por desvios na Câmara.

Ao término do voto, Peluso anunciou a aposentadoria e recebeu homenagens no plenário do Supremo. O ministro também propôs penas a cinco dos 37 réus do processo, uma vez que não participará até o fim do julgamento, quando será feita a dosimetria da pena (tempo de punição para cada condenado). Cezar Peluso sugeriu seis anos de prisão para João Paulo Cunha, além da perda do mandato parlamentar, e 16 anos para Marcos Valério.

Sobre desvios no Banco do Brasil, o magistrado também condenou o grupo de Valério por corrupção ativa e peculato e o ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato por corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro.

Em relação à acusação de lavagem de dinheiro contra Cunha, Peluso absolveu o parlamentar por entender que não houve ocultação. Ele também considerou que não houve um segundo crime de peculato atribuído a Cunha.

João Paulo Cunha foi acusado pelo Ministério Público Federal de receber propina de R$ 50 mil em 2003 quando era presidente da Câmara para beneficiar agência de Marcos Valério em uma licitação.

Com o voto de Peluso, são cinco os ministros que decidiram que João Paulo Cunha é culpado de corrupção passiva e peculato. Outros quatro já tinham votado pela condenação em sessões anteriores: Rosa Weber, Luiz Fux, Cármen Lúcia e Joaquim Barbosa. Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski decidiram pela absolvição.

Em relação ao crime de lavagem de dinheiro, são três votos pela condenação do deputado e três pela absolvição. Rosa Weber não analisou a acusação.

Missa de 7º Dia por Maria Alves em Belém e Santarém

Os familiares de Maria Alves Ibiapino Bastos, que faleceu na última quinta-feira, aos 92 anos de idade, avisam que a Missa de 7º Dia, em memória de sua alma, será celebrada nesta quarta-feira.

Em Belém, a missa será às 19h, na igreja de Santo Antônio de Lisboa, no bairro de Batista Campos. Em Santarém, a celebração está marcada para as18h, na Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

No blog do Claudio Humberto:

Mensaleiros agora investem contra Ayres Britto
Após manobras protelatórias inéditas na história do Supremo Tribunal Federal, para adiar sessões ou prolongá-las, a fim de inviabilizar o voto do ministro Cezar Peluso antes de sua aposentadoria, os mensaleiros e seus advogados preparam agora estratégia ainda mais ousada: tentar arrastar o julgamento do mensalão até 18 de novembro, quando se aposenta o presidente do STF, ministro Carlos Ayres Britto. Ministros experientes duvidam que o consigam, mas não duvidam que tentarão. Se o julgamento se arrastar até 18 de novembro, o ministro Joaquim Barbosa se afastaria da relatoria para assumir a presidência do STF.
A defesa dos mensaleiros conta com o ministro Ricardo Lewandowski, que até pediu a Ayres Britto o adiamento do julgamento para 2013.
Na hipótese de adiamento para 2013, o processo do mensalão poderia ser desmembrado e a púnicao dos réus ficar inviabilizada.
Após o voto condenando mensaleiros, a ministra Carmen Lúcia (STF) ganhou na internet ainda mais tietes, que a querem presidindo o Brasil.
Escafedeu
O senador tucano Mário Couto (PA) que vivia xingando Luiz Pagot, ex-DNIT, de “ladrão”, e o desafiava a processá-lo, tomou chá de sumiço.
Sofrimento
As dores na coluna são tão lancinantes que o ministro Joaquim Barbosa aproveita o percurso até o Supremo Tribunal Federal, no carro, para usar bolsas de gelo nas costas e no pé direito.
Abaixo do mínimo
O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) reclama dos R$ 492 pagos aos que prestam serviço militar obrigatório: “Esculhambo Celso Amorim porque a estatura moral do ministro é menor que sua estatura física”, afirmou.
Manobra do governo adia votação do projeto dos Free shops
A ministra Ideli Salvati (Relações Institucionais) e o líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), anunciaram que a votação do projeto de lei que prevê que as cidades brasileiras, com fronteira com outros países, poderão manter lojas francas (Free shops) foi adiada para o próximo dia 11. Nesses estabelecimentos poderão ser adquiridos produtos nacionais ou estrangeiros, em reais ou em outras moedas. A medida faz parte do projeto relatado pela senadora Ana Amélia (PP/RS) e que foi analisada nesta terça-feira (28) na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde tramita em caráter terminativo. “No Rio Grande do Sul, há vários municípios vizinhos de cidades uruguaias e argentinas que estão sofrendo uma competição comercial injusta e predatória. As cidades do outro lado da fronteira, que possuem regimes tributários diferenciados e mais favoráveis, atraem brasileiros de toda a região, que deixam de comprar no Brasil para lá adquirir uma grande variedade de bens", justificou a senadora. O presidente da comissão, senador Delcídio Amaral (PT-MS) prometeu negociar, ainda nesta semana, um acordo com o Governo para que possa haver quórum em torno da votação urgente da matéria.  
  

Após queixas de aluna no Facebook, diretora de escola admite 'fragilidade na administração'


'Diário de Classe' é mantido por Isadora Faber, aluna de 13 anos da Escola Municipal Maria Tomázia Coelho
A página do Facebook "Diário de Classe", mantida pela estudante Isadora Faber, de 13 anos, que narra os problemas de um estabelecimento de ensino da rede pública de Florianópolis, atraiu mais de 100.000 fãs em apenas um dia. Atraiu também a atenção da Secretaria de Educação da cidade catarinense. Ontem (28), o órgão se reuniu para analisar as queixas feitas pela estudante e concluiu que os problemas verificados na Escola Municipal Maria Tomázia Coelha são de responsabilidade da diretora da instituição, Liziane Diaz. - "Eu assumo publicamente que ocorreu fragilidade na administração do estabelecimento. Vamos a partir de agora trabalhar de forma diferente a parte administrativa e a preservação do patrimônio público", diz a diretora. A nota diz ainda que Liziane fará uma campanha para conscientizar os alunos de que eles também devem zelar pelas instalações da escola.

A diretora elogiou Isadora. "Ela sempre manteve as suas notas acima da média e é uma adolescente disciplinada", diz. Ela negou que tenha pedido à estudante que retirasse o "Diário de Classe" do ar, como Isadora contou ao site de VEJA. Segundo a diretora, teria havido apenas um alerta para que Isadora não publicasse fotos de colegas e de professores na rede. "Cada indivíduo tem o direito de ter a sua imagem preservada", alegou a diretora.

Isadora, que está no sétimo ano, mantém desde julho a página "Diário de Classe" no Facebook. Ali, narra os problemas enfrentados diariamente por ela e pelos colegas. Nas últimas semanas, os conteúdos postados pela jovem circularam pela rede como um viral: a página já acumula mais de 115.000 fãs – na segunda-feira pela manhã, eram menos de 5.000. A popularidade das postagens da menina tem "incomodado" os professores, segundo ela.
Leia também:
No Facebook, estudante de 13 anos narra rotina de problemas de escola pública
Prefeitura de Florianópolis convoca reunião após aluna reclamar da escola no Facebook

Previdência dá salário-maternidade a homem

O Ministério da Previdência Social reconheceu ontem (28) o direito de um homem receber salário-maternidade por 120 dias. O Conselho de Recursos da Previdência Social (CRPS) julgou nesta manhã a questão de dois pais adotantes, em união homoafetiva, que receberão o benefício do INSS. A decisão foi inédita, no âmbito administrativo do órgão, e não pode mais ser contestada pelo instituto, exceto na Justiça.

Na legislação, o salário-maternidade é pago à mulher segurada em decorrência do parto (inclusive o natimorto), aborto não criminoso ou guarda judicial para fins de adoção pelo período de 120 dias (licença-maternidade).

De acordo com a presidente da 1ª Câmara de Julgamento do CRPS, Ana Cristina Evangelista, que presidiu o julgamento de ontem, as quatro conselheiras que participaram do processo decidiram por unanimidade pelo direito de os pais receberem o benefício, baseadas na análise da Constituição e do Estatuto da Criaa e do Adolescente (ECA). - "Estamos falando da Previdência reconhecendo salário-maternidade para um homem. Não poderíamos negar um direito que existe de fato por causa de uma questão semântica [na legislação, consta que 'beneficiária' tem direito ao salário]. A criaa tem o direito, o ECA assegura e esse foi o entendimento da composição da Câmara. Isso foi um grande avanço tanto para a área administrativa quanto para a previdenciária", disse a presidenta Ana Cristina.

A decisão, no entanto, não significa que o direito ao salário-maternidade é extensivo a todos os pais que se enquadrarem em situação semelhante. A legislação previdenciária continua não prevendo um salário para os pais, espécie de "salário-paternidade", informou Ana Cristina. Os interessados terão de pleitear esse direito e as situações serão analisadas caso a caso. (JB)

Receita Federal volta a tender ao público após incêndio em Belém

Após um incêndio que destruiu oito andares da sede da Receita Federal em Belém, no último domingo (26), o órgão volta a atender ao público nesta quinta-feira (30). Um posto de atendimento temporário está sendo instalado no prédio da Alfândega no bairro do comércio na capital paraense.
A Receita, porém, solicita aos contribuintes que só procurem o local caso não consigam resolver seus atendimentos pela internet. Isso porque o posto terá funcionamento reduzido.

"Considerando a situação do local e a redução dos postos de atendimento em quase 50%, antes éramos 22 atendentes e agora seremos 12, e considerando a transição deste momento e a rede lógica com menor porte disponível vamos atender apenas das 8h as 13h", informa Luiz Otávio Martins, chefe da Central de Atendimento da instituição.

Ainda de acordo com a Receita Federal no Pará, não será preciso agendar atendimento, já que senhas serão distribuídas diariamente na sede da Alfândega.

Entre os serviços disponíveis está a atualização do CPF, alteração do CNPJ, a emissão de certidão negativa de débitos, a emissão de certidão negativa de previdência e o parcelamento de dívidas com a Receita. (Portal ORM)

Senado aprova ´pacote de bondades`

Em recesso branco por causa da campanha eleitoral, o Senado Federal iniciou ontem (28) uma semana de esforço concentrado para votar medidas provisórias (MPs) que trancam a pauta. Mas o saldo do primeiro dia foi um "pacote de bondades" que vai sangrar os cofres e beneficiar servidores do Senado e familiares de ex-senadores. Nem foi preciso fazer greve ou barulho. Numa reunião relâmpago da Mesa Diretora, o presidente José Sarney (PMDB-MA) colocou em votação simbólica projeto de resolução que estenderá aos servidores da Casa o reajuste de 15,8% - escalonado nos próximos três anos - concedido pelo Executivo aos servidores em greve há mais de um mês. Levando em conta apenas 2013, o impacto na folha de pagamento será de R$132 milhões.

Outra medida corporativa aprovada ontem irá beneficiar viúvas de ex-senadores. Pela decisão da Mesa, a cota anual de R$ 32 mil a que eles têm direito para tratamentos médicos ou intervenções cirúrgicas poderá ser acumuladas até o valor total de R$ 96 mil, se não usadas em sua totalidade nos três anos anteriores. Se não usarem esse valor total e quiserem fazer uma intervenção cirúrgica ou tratamento mais caros, poderão juntar esses valores e apresentar as notas fiscais para comprovação e ressarcimento. Os atuais senadores não têm limites de gastos com saúde.

A política anda por linhas tortas

 Já está no ar o circo da propaganda eleitoral, o desfile de horrores da política brasileira. Será um trem fantasma de caras e bocas e bochechas que traçam um quadro sinistro do Brasil, fragmentado em mil pedaços - o despreparo, a comédia das frases, dos gestos, da juras de amor ao povo, da ostentação de dignidades mancas.

Os candidatos equilibram bolas no nariz como focas amestradas, dão "puns" de talco, dão cambalhotas no ar como babuínos de bunda vermelha, voando em trapézios para a macacada se impressionar e votar neles. Os candidatos têm de comer pastéis de vento, de carne, de palmito, buchada de bode e dizer que gostou, têm de beber cerveja com bicheiros e vagabundos, têm de abraçar gordos fedorentos e aguentar velhinhas sem dente, beijar criancinhas mijadas, têm de ostentar atenção forçada aos papos com idiotas, têm de gargalhar e dar passinhos de "rebolation" quando gostariam de chorar no meio-fio - palhaços de um teatrinho absurdo num país virtual, num grande pagode onde a verdade é mentira e vice versa.

Ninguém quer o candidato real; querem o que ele não é. A política virou um parafuso espanado que não rola mais na porca da vida social, mas todos fingem que só pensam no povo e não em futuras maracutaias.

O Brasil vive um momento de suspense, de duvidas, do "será?". Haverá condenados no mensalão? Dilma vai conseguir governar? Ninguém sabe o que vai acontecer. Só nos resta o mau ou bom agouro, o palpite, a orelha coçando, o cara ou coroa.

A política brasileira anda por sustos. Meu primeiro susto foi em 54. Estou do lado do rádio e ouço o Repórter Esso: "O presidente Vargas acaba de se suicidar com um tiro no peito!". O mundo quebrou com o peito de Getúlio sangrando, as empregadas correndo e chorando.

Estou no estribo de um bonde, em 61. "O Jânio Quadros renunciou!", grita um sujeito. Gelou-me a alma. Afinal, eu votara pela primeira vez naquele caspento louco (o avô "midiático" do Lula), mais carismático que o careca do general Lott. Eu já sentira arrepios quando ele proibiu biquínis nas praias. Tínhamos posto um louco no Planalto - e não seria o único...